Treinador do Gil Vicente quer “atitude positiva” para tentar vencer Nacional

O treinador Ricardo Soares afirmou hoje que o Gil Vicente quer apresentar-se com “atitude positiva” para tentar vencer o Nacional, no jogo de abertura da 24.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, na sexta-feira.

Treinador do Gil Vicente quer

Treinador do Gil Vicente quer “atitude positiva” para tentar vencer Nacional

O treinador Ricardo Soares afirmou hoje que o Gil Vicente quer apresentar-se com “atitude positiva” para tentar vencer o Nacional, no jogo de abertura da 24.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, na sexta-feira.

A ‘respirar’ melhor após o triunfo em Guimarães, sobre o Vitória (4-2), que a elevou para o 13.º lugar da tabela, com 22 pontos, a formação de Barcelos está com “enorme vontade de ir a jogo” para “conquistar pontos” frente a um adversário também envolvido na luta pela permanência no escalão maior, realçou o técnico.

“Sabemos que três pontos nos transportam para o 10.º ou para o 11.º lugar. Os jogos valem três pontos. Vamos jogar contra uma equipa com qualidade, bem orientada, com jogadores rápidos na frente. Mas mais importante do que o Nacional é o Gil Vicente, o nosso compromisso e o nosso caráter, para termos uma atitude positiva”, disse, na antevisão ao desafio agendado para as 20:30, no Estádio Cidade de Barcelos.

O ‘timoneiro’ gilista considerou que o embate com os madeirenses é mais “importante” por ser o próximo, do que pelo facto de ser contra um adversário direto ou pela possibilidade de alargar a distância para as equipas na zona de despromoção, e defendeu que os seus pupilos precisam de “jogar bem”, formando cada vez mais uma “equipa de posse de bola”, e de “estudar bem” o opositor.

Ricardo Soares desvalorizou ainda a série de cinco derrotas seguidas da equipa treinada por Luís Freire, tendo observado que essas fases são normais em equipas que tentam ‘fugir’ à ‘cauda’ da tabela e que os treinadores “não se podem deixar influenciar por esses factos”.

“Os treinadores não podem passar uma mensagem de intranquilidade. As equipas que forem mais equilibradas vão tirar benefício disso. Depois do jogo começar, cada jogo se transforma. A I Liga é extremamente competitiva, por cima e não por baixo, como às vezes se faz crer. Tem excelentes jogadores e treinadores”, disse.

Questionado ainda sobre a inclusão de João Afonso na posição de médio defensivo para o encontro anterior, avançando Claude Gonçalves, o técnico esclareceu que o jogador brasileiro percebe “todos os momentos do jogo” na posição mais recuada do ‘miolo’, enquanto Claude Gonçalves está mais rotinado na posição ‘oito’, apesar de já ter jogado mais atrás.

Acerca do eventual regresso dos adeptos aos estádios ainda na época em curso, Ricardo Soares disse não ser a “pessoa indicada para falar sobre o assunto”, mas assumiu o desejo de voltar a ter gente nas bancadas e considerou possível ter “30 ou 40% da lotação preenchida”.

O Gil Vicente, 13.º classificado da I Liga, com 22 pontos, recebe o Nacional, 14.º, com 21, em jogo da 24.ª jornada, agendado para as 20:30 de sexta-feira, no Estádio Cidade de Barcelos, com arbitragem de Luís Godinho, da associação de Évora.

TYME // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS