Treinador do Famalicão salientou necessidade de regressar às vitórias frente ao Tondela

O treinador do Famalicão, João Pedro Sousa, destacou hoje a importância de a equipa regressar às vitórias, depois de cinco jogos sem vencer, no encontro com o Tondela, da 12.ª jornada da I Liga de futebol.

Treinador do Famalicão salientou necessidade de regressar às vitórias frente ao Tondela

Treinador do Famalicão salientou necessidade de regressar às vitórias frente ao Tondela

O treinador do Famalicão, João Pedro Sousa, destacou hoje a importância de a equipa regressar às vitórias, depois de cinco jogos sem vencer, no encontro com o Tondela, da 12.ª jornada da I Liga de futebol.

O técnico lembrou ainda que os últimos resultados causam alguma ansiedade nos jogadores.

“Depois de uma derrota, em casa [1-0 com o Gil Vicente], de que não estávamos à espera, claro que ficámos mais ansiosos e com muita vontade de que o jogo chegue rápido e isso, por vezes, nem é a melhor forma de trabalhar. No entanto, não podemos fugir a este sentimento de que queremos que o jogo chegue rápido para voltarmos às vitórias”, explicou.

João Pedro Sousa disse que o plantel analisou “o que continua a correr mal”, para tentar melhorar o que está “a conseguir fazer bem”. “Precisamos muito de vencer”, salientou em conferência de imprensa de antevisão da partida.

Relativamente ao reforço, Manuel Ugarte, o treinador famalicense mostrou-se bastante satisfeito, mas admitiu ser necessário tempo para que o jogador se possa adaptar à nova realidade.

“É um jovem de 19 anos, com imenso potencial, mas vem de um contexto completamente diferente. Vem habituado jogar num sistema com dois pivôs defensivos e num campeonato uruguaio diferente do nosso. Precisamos de lhe dar tempo, mas a curto prazo vai trazer-nos mais-valias para o plantel e para o nosso jogo. Já no ano passado sentimos necessidade de o espaço que ocupa o Gustavo ser ocupado por um jogador de características diferentes e o Ugarte pode ser esse jogador ou um médio de ligação em zonas mais subidas”, frisou.

O treinador abordou ainda o final do empréstimo de Dyego Sousa e revelou o que correu mal.

“Infelizmente, as coisas não correram bem, mas muito devido a uma lesão de que não o conseguimos recuperar a tempo. O Dyego tem muita qualidade, que nos fez muita falta, terminou o empréstimo e regressou ao clube de origem”, concluiu.

O Famalicão, 12.º classificado, com 11 pontos, joga este domingo em casa do Tondela, no 17.º lugar, com nove, às 13:00 horas, numa partida da jornada 12.ª da I Liga portuguesa de futebol.

JYA // AMG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS