Tottenham e Nuno Espírito Santo vencem em ‘confronto’ de treinadores portugueses

Um golo de grande penalidade ainda nos instantes iniciais deu hoje ao Tottenham, de Nuno Espírito Santo, a segunda vitória na Liga inglesa de futebol, à ‘custa’ do Wolverhampton, de Bruno Lage, num duelo de portugueses.

Tottenham e Nuno Espírito Santo vencem em 'confronto' de treinadores portugueses

Tottenham e Nuno Espírito Santo vencem em ‘confronto’ de treinadores portugueses

Um golo de grande penalidade ainda nos instantes iniciais deu hoje ao Tottenham, de Nuno Espírito Santo, a segunda vitória na Liga inglesa de futebol, à ‘custa’ do Wolverhampton, de Bruno Lage, num duelo de portugueses.

Uma vez mais, tal como aconteceu na estreia com o Manchester City (1-0), os ‘Spurs’ venceram frente a um adversário que teve mais posse e hoje o Wolverhampton até teve as melhores oportunidades.

Foi o regresso de Nuno Espírito Santo ao Estádio Molineux e ao reencontro com a sua antiga equipa, que esteve melhor, com uma posse a rondar os 60% e quase o triplo dos remates, razão pela qual o treinador pode agradecer alguma ‘sorte’ no triunfo.

O resultado ficou definido cedo, quando José Sá cometeu falta para penálti, que Dele Ali converteu, aos nove minutos.

O jogo serviu também para a estreia de Harry Kane, cuja saída tem sido especulada e ainda não tinha jogado esta época, mas entrou aos 72 minutos para o lugar de Son.

Foi do avançado inglês um dos melhores momentos dos ‘Spurs’ no jogo, com Kane a estar perto de marcar, num remate defendido por José Sá, mas, ao longo de todo o encontro, o grande agitador foi Adama Traore, com o avançado a testar o guarda-redes Hugo Llori.

Bruno Lage teve a titulares os portugueses José Sá, Ruben Neves, João Moutinho e Trincão, e ainda fez entrar na parte final Fábio Silva.

No final, o Tottenham acabou por somar a sua segunda vitória em dois jogos, enquanto o Wolverhampton, que já tinha perdido na estreia, na visita ao Leicester (1-0), voltou a ser castigado pela ineficácia, apesar das oportunidades.

Ao mesmo tempo, o médio internacional português Bruno Fernandes, ‘estrela’ na primeira jornada, com um ‘hat trick’ ao Leeds United (5-1), viu o Manchester United perder os primeiros pontos, não indo além de um empate na visita ao Southampton (1-1).

Tal como na última época, os sinais não são positivos, com os ‘red devils’ — que tiveram um desolado ‘Sir’ Alex Fergunson na bancada -, a irem rapidamente do melhor ao pior, mostrando que, para lá do plantel, Solskjaer não consegue tirar mais da equipa.

O antigo jogador e treinador, a caminho da quarta época, parece incapaz de estabilizar o clube com mais títulos em Inglaterra, com sinais pouco animadores no empate de hoje na visita ao Southampton (1-1), em que parece faltar o ‘rasgo’ dos campeões.

Sem inspiração, o Manchester United apenas conseguiu minimizar danos com o golo de Greenwood já na segunda parte, aos 55 minutos, após combinação com Pogba e Bruno Fernandes, depois de ter estado a perder desde a meia-hora.

Os ‘The Saints’, que até tiveram várias oportunidades, marcaram graças a um golo na própria baliza, com o remate de Che Adams a desviar em Fred, num lance em que Bruno Fernandes se queixou de falta, não validada.

RPM // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS