Tóquio2020: Portugal garante quota para uma ciclista no ‘cross country’ olímpico

Portugal terá uma ciclista na corrida feminina de ciclismo ‘cross country’ olímpico (XCO) dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Tóquio2020: Portugal garante quota para uma ciclista no 'cross country' olímpico

Tóquio2020: Portugal garante quota para uma ciclista no ‘cross country’ olímpico

Portugal terá uma ciclista na corrida feminina de ciclismo ‘cross country’ olímpico (XCO) dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Redação, 20 mai 2021 (Lusa) – Portugal terá uma ciclista na corrida feminina de ciclismo ‘cross country’ olímpico (XCO) dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para este verão, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

A quota foi atribuída segundo o ‘ranking’ final publicado pela União Ciclista Internacional (UCI), na qual a seleção portuguesa terá direito a uma das 38 vagas atribuídas, a primeira no setor feminino, depois do 23.º lugar de David Rosa em Londres2012, o melhor resultado, e o 44.º do mesmo atleta e o 39.º de Tiago Ferreira no Rio2016.

O processo foi decidido entre o ‘ranking’ mundial a 03 de março de 2020 e outros resultados em provas específicas. Raquel Queirós foi a atleta que mais contribuiu para este resultado ao longo do ciclo olímpico.

A quota individual eleva para 60 o número de atletas portugueses apurados para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para este ano devido à pandemia de covid-19, agendados para decorrer de 23 de julho a 08 de agosto.

SIF // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS