Tóquio2020: Pedro Pichardo fez soar o hino de Portugal e recebeu medalha de ouro

O português Pedro Pichardo recebeu hoje a medalha de ouro correspondente à vitória no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, fazendo soar pela primeira vez o hino nacional nesta edição e pela quinta na história.

Tóquio2020: Pedro Pichardo fez soar o hino de Portugal e recebeu medalha de ouro

Tóquio2020: Pedro Pichardo fez soar o hino de Portugal e recebeu medalha de ouro

O português Pedro Pichardo recebeu hoje a medalha de ouro correspondente à vitória no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, fazendo soar pela primeira vez o hino nacional nesta edição e pela quinta na história.

O português Pedro Pichardo recebeu hoje a medalha de ouro correspondente à vitória no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, fazendo soar pela primeira vez o hino nacional nesta edição e pela quinta na história. O luso recebeu a medalha, que exibiu perante um estádio quase vazio, apenas com jornalistas e oficiais acreditados, antes de cantar o hino enquanto a bandeira de Portugal era erguida no Estádio Nacional de Tóquio.

Pichardo tornou-se o quinto campeão olímpico português, sucedendo a Carlos Lopes (maratona de Los Angeles1984), Rosa Mota (maratona de Seul1988), Fernanda Ribeiro (10.000 metros de Atlanta1996) e Nélson Évora (triplo salto de Pequim2008). O atleta do Benfica venceu o concurso com um salto de 17,98 metros, conquistando a primeira medalha de ouro para Portugal em Tóquio2020, depois da prata de Patrícia Mamona, na prova feminina do triplo salto, e do bronze do judoca Jorge Fonseca (-100 kg) e do canoísta Fernando Pimenta (K1 1.000).

Portugal superou os resultados alcançados em Los Angeles1984 e Atenas2004, edições em que subiu três vezes ao pódio, passando a totalizar 28 medalhas em Jogos Olímpicos (cinco de ouro, nove de prata e 14 de bronze), 12 das quais no atletismo, modalidade que proporcionou também os cinco títulos olímpicos.

O atleta de 28 anos efetuou o seu melhor salto, de 17,98 metros, à terceira tentativa, e bateu o seu recorde nacional por três centímetros, impondo-se ao chinês Yaming Zhu, com 17,57, e ao burquinense Fabrice Zango, com 17,47, que conquistaram as medalhas de prata e de bronze, respetivamente. Os restantes dois saltos válidos de Pichardo na final, ambos de 17,61 metros, também teriam valido o título.

LEIA AGORA
Idosa de 94 anos impedida de comprar vestido de noiva por ser de cor
Idosa de 94 anos impedida de comprar vestido de noiva por ser de cor
Na época do casamento, em 1952, Martha Tucker, hoje com 94 anos, foi impedida de entrar na loja para comprar um vestido de noiva por causa da cor da pele. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS