Tecnologia portuguesa no sucesso dos Europeus e Mundiais de canoagem

As principais provas de diversas disciplinas da canoagem internacional têm evoluído com tecnologia portuguesa, no que toca um amplo conjunto de “soluções organizativas e gestão desportiva”.

Tecnologia portuguesa no sucesso dos Europeus e Mundiais de canoagem

Tecnologia portuguesa no sucesso dos Europeus e Mundiais de canoagem

As principais provas de diversas disciplinas da canoagem internacional têm evoluído com tecnologia portuguesa, no que toca um amplo conjunto de “soluções organizativas e gestão desportiva”.

“Na Memosoft apresentamos um serviço completo de gestão de um evento desportivo com produtos de informação de resultados em tempo real, grafismos, sistema GPS, produção televisiva, estações meteorológicas… com soluções próprias ou com recursos a parceiros, todos nacionais. Os recursos humanos, nas diversas vertentes, são totalmente portugueses e a equipa chega a ultrapassar os 20 elementos em algumas competições”, refere Marcos Oliveira, um dos dois fundadores do projeto.

Além das regatas em linha, o sistema da empresa sedeada no Porto também dá “suporte fundamental” a Europeus e Mundiais de maratonas, kayak polo e SUP (Stand Up Paddle), tendo “contratos estáveis e relações promissoras” com a Associação Europeia de Canoagem (ECA) e a Federação Internacional de Canoagem (ICF).

“A inovação é um dos principais valores que criámos, pois boa parte das soluções são pensadas, desenvolvidas e apresentadas por nós, contribuindo, assim, para uma evolução, a todos os níveis, desses eventos”, completa Rui Mendes, o outro sócio do projeto.

Para este ano, a empresa já garantiu os vários Europeus e Mundiais de velocidade, maratonas e SUP, bem como a ‘Super Cup’, um novo formato competitivo de canoagem de pista que se vai estrear nos Estados Unidos após os Jogos Olímpicos.

Boa parte da experiência foi adquirida em “anos de trabalho” com a Federação Portuguesa de Canoagem e a dupla refere o “apoio imprescindível da Nelo”, empresa portuguesa líder mundial de construção de caiaques de competição, “com apoio logístico e troca de ideias que contribuem para o sucesso futuro da modalidade”.

RBA // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS