Steven Vitória diz que pontos somados em Alvalade “fazem parte do passado”

O futebolista Steven Vitória afirmou que o triunfo sobre o Sporting pertence ao passado, assegurando que o Desportivo de Chaves está focado na receção ao Rio Ave e no “caminho” a trilhar neste regresso à I Liga.

Steven Vitória diz que pontos somados em Alvalade

Steven Vitória diz que pontos somados em Alvalade “fazem parte do passado”

O futebolista Steven Vitória afirmou que o triunfo sobre o Sporting pertence ao passado, assegurando que o Desportivo de Chaves está focado na receção ao Rio Ave e no “caminho” a trilhar neste regresso à I Liga.

“Foi fantástico. Um jogo muito difícil, três pontos com um sabor especial, mas também temos a consciência de que não passa disso. São três pontos que fazem parte do passado. Agora, o nosso foco é o próximo jogo”, frisou Steven Vitória em entrevista à agência Lusa, a propósito da vitória no Estádio José Alvalade (2-0), na quarta jornada da I Liga.

O central luso-canadiano, que marcou o primeiro golo a favor dos ‘valentes transmontanos’ no sábado, relembrou, por isso, as palavras do treinador Vítor Campelos na conferência de imprensa após a partida “histórica”, reforçando que “a vitória em Alvalade só vai ter uma importância significativa” se a equipa ganhar “o próximo [jogo] em casa”, sendo este o “objetivo” a cumprir nesta “semana nova”.

Quanto a expectativas para o resto da época, o central acredita que a equipa transmontana está “no caminho certo”, mas que este implica “muito trabalho, muita responsabilidade” e “pés bem assentes no chão”.

“Estamos cá para trabalhar porque, se queremos fazer coisas boas, vão ter que sair do corpo. Vamos ter que merecer e acho que este grupo percebeu isso. É esse o caminho em que estamos e queremos continuar. É uma maratona longa, mas creio que estamos cada vez mais preparados”, vincou Steven Vitória.

A este propósito, o ex-jogador do Moreirense destacou a importância da “energia do público” para o “sucesso” da caminhada a trilhar no principal escalão do futebol português, elogiando a massa adepta do Desportivo de Chaves.

“Sem dúvida nenhuma que essa energia do público é sentida desde o primeiro momento. Já vinha com essa ideia de fora e, agora, estando cá dentro, é fantástico sentir isso, contar sempre com esse apoio, porque faz a diferença. A energia é sentida no relvado e sentimo-la agora em Alvalade. Num estádio tão grande, sentimos, e bem, os adeptos que estavam presentes”, frisou à Lusa.

Quanto à possibilidade de, em breve, ser convocado para o Campeonato do Mundo de futebol, que se realiza entre 20 de novembro e 18 de dezembro, no Qatar, o internacional pela seleção do Canadá garante estar concentrado no trabalho com o restante plantel dos flavienses, embora saiba que “o Mundial, se Deus quiser, está próximo”.

“Estou focado no Chaves. Se conseguir juntar as duas coisas, melhor ainda. Ficarei superfeliz se esse dia chegar, por poder levar o nome de Chaves a esse patamar, mas isso só vai acontecer se o trabalho aqui for bem feito, não da parte individual, mas do coletivo. O caminho em que temos estado creio ser o caminho certo, mas não queremos parar. Queremos sempre mais e, quando esse dia chegar, vamos estar preparados e com o Chaves numa posição muito positiva. Queremos juntar as duas coisas da melhor forma possível”, concluiu.

O defesa central de 35 anos foi o quarto reforço anunciado pelo emblema transmontano no regresso ao principal escalão do futebol nacional.

O clube recebe o Rio Ave, na segunda-feira, às 21:15, no Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira, em Chaves, em encontro da quinta jornada da I Liga de futebol.

 

MYMR // MO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS