Sporting vence FC Porto em clássico de hóquei em patins e continua líder isolado

O Sporting venceu hoje o FC Porto por 4-2 no clássico da oitava jornada do campeonato português de hóquei em patins e permanece isolado na liderança, enquanto os ‘dragões’ estão ‘afundados’ na tabela classificativa.

Sporting vence FC Porto em clássico de hóquei em patins e continua líder isolado

Sporting vence FC Porto em clássico de hóquei em patins e continua líder isolado

O Sporting venceu hoje o FC Porto por 4-2 no clássico da oitava jornada do campeonato português de hóquei em patins e permanece isolado na liderança, enquanto os ‘dragões’ estão ‘afundados’ na tabela classificativa.

Os golos de Telmo Pinto e Pedro Gil, aos nove e 11 minutos, deram uma vantagem confortável aos ‘leões’, que viram Gonçalo Alves reduzir aos 28, de grande penalidade, mas o ‘bis’ de Gonzalo Romero, aos 38, de penálti, e aos 45, sentenciou o resultado, que ainda sofreu uma última mudança, com o segundo tento de Gonçalo Alves, no último minuto.

A equipa de Paulo Freitas continua na liderança isolada do campeonato, com 19 pontos somados em sete jogos realizados, fruto de seis vitórias e um empate, enquanto o FC Porto está no sétimo lugar, com 10 pontos em seis encontros (três vitórias, um empate e duas derrotas).

Os ‘leões’ foram superiores na etapa inicial da partida e foi com naturalidade que chegaram à vantagem, já depois de Ferran Font ter desperdiçado um livre direto, atirando ao lado. Aos nove minutos, Telmo Pinto, numa recarga, bateu Xavi Malián e abriu o marcador.

O segundo tento chegaria quase de imediato, aos 11, por intermédio do capitão Pedro Gil, a culminar uma jogada rápida dos ‘verde e brancos’, perante um FC Porto com dificuldades em assumir o seu jogo e discutir o encontro.

Com a diferença verificada, a equipa de Guillem Cabestany teve mais controlo e aproximou-se da baliza de Ângelo Girão, que foi fulcral para a manutenção do resultado até ao intervalo, com várias defesas importantes em resposta a tentativas dos portistas.

Até ao intervalo, o Sporting voltaria a falhar uma soberana ocasião, aos 17 minutos, com Toni Pérez a acertar no ferro na cobrança de uma grande penalidade, que, na recarga, Xavi Malián voltou a travar.

O FC Porto reentrou na partida a abrir a segunda parte, com uma grande penalidade apontada por Gonçalo Alves, aos 28, a bater finalmente o guarda-redes ‘leonino’, que impediu aos 36 o empate com uma grande defesa a novo penálti do avançado portista, a castigar uma bola presa após defender o livre direto originado pela décima falta do Sporting.

Um ataque rápido do Sporting, com vários passes a confundir as marcações portistas, terminou no poste da baliza de Xavi Malián, fruto de uma tentativa de João Souto, mas pouco depois, aos 38, a décima falta do FC Porto levou ao terceiro golo ‘leonino’, através de uma ‘stickada’ fulminante de Gonzalo Romero, a enganar Xavi Malián.

Até ao final da partida, a 15.ª falta sportinguista não foi aproveitada pela formação nortenha, com Giulio Cocco a não levar a melhor perante Girão, e o Sporting chegou ao 4-1, com um ‘bis’ de Gonzalo Romero.

Já no último minuto, um ‘tiro’ longínquo de Gonçalo Alves sentenciou o 4-2 final, numa altura em que a derrota portista era certa e o golo nem foi festejado.

 

Jogo realizado no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.

Sporting — FC Porto, 4-2.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Telmo Pinto, 09 minutos.

2-0, Pedro Gil, 11.

2-1, Gonçalo Alves, 28 (grande penalidade).

3-1, Gonzalo Romero, 38 (grande penalidade).

4-1, Gonzalo Romero, 45.

4-2, Gonçalo Alves, 50.

 

Sob a arbitragem de Paulo Almeida, Ricardo Leão e Jorge Carmona, as equipas alinharam:

– Sporting: Ângelo Girão, Gonzalo Romero, Ferran Font, Alessandro Verona e Toni Pérez. Jogaram ainda Pedro Gil, João Souto, Telmo Pinto e Matías Platero.

Treinador: Paulo Freitas.

– FC Porto: Xavi Malián, Xavi Barroso, Reinaldo García, Rafa e Gonçalo Alves. Jogaram ainda Giulio Cocco, Ezequiel Mena e Poka.

Treinador: Guillem Cabestany.

 

Ação disciplinar: Nada a assinalar.

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

 

DYRP // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS