Sporting vence Benfica e é líder no basquetebol na primeira época em 24 anos

O Sporting venceu hoje o Benfica, por 81-75, na 18.ª jornada da I Liga portuguesa de basquetebol, que agora lidera de forma isolada, no regresso dos ‘leões’ à modalidade, 24 anos depois do abandono.

Sporting vence Benfica e é líder no basquetebol na primeira época em 24 anos

Sporting vence Benfica e é líder no basquetebol na primeira época em 24 anos

O Sporting venceu hoje o Benfica, por 81-75, na 18.ª jornada da I Liga portuguesa de basquetebol, que agora lidera de forma isolada, no regresso dos ‘leões’ à modalidade, 24 anos depois do abandono.

Sporting e Benfica dividiam a liderança, com 33 pontos, mas o Sporting partiu para o primeiro lugar isolado, somando agora 35 pontos, contra 34 do Benfica. Os ‘leões’ somam e seguem nesta primeira época do regresso, com 17 vitórias e apenas uma derrota, enquanto o Benfica mantém os 16 triunfos que trazia, com dois desaires.

O pavilhão João Rocha recebeu, pela primeira vez, o fervoroso dérbi lisboeta em basquetebol e a estreia não podia ter corrido melhor aos ‘verde e brancos’, que tiveram no norte-americano Travante Williams a grande figura, com 30 pontos, sendo o melhor marcador, muito à frente dos 13 pontos do colega João Fernandes e dos 12 do benfiquista Rafael Lisboa.

Apesar de um início melhor dos ‘leões’, o Benfica rapidamente se ajustou e passou para a frente do marcador com 8-6, uma vantagem que só deixou fugir uma vez até ao intervalo, quando o Sporting fez 16-15, num primeiro quarto que terminou com vantagem ‘encarnada’ (16-20).

No segundo parcial, a genialidade de Travante Williams começou a surgir, com enorme acerto nos ‘triplos’, o que impediu o Benfica de ‘fugir’ ao Sporting, numa altura em que chegou a ter nove pontos de vantagem em três ocasiões, diminuídas sempre com ‘triplos’ do norte-americano, que levou o jogo para intervalo com seis pontos a separar os dois rivais (37-43).

A equipa do Sporting voltou dos balneários determinada em dar a volta aos acontecimentos e conseguiu reinventar-se, fazendo um terceiro quarto sublime, que lhe permitiu assumir a vantagem (64-62), perante um Benfica atónito com a diferença de qualidade exibicional da equipa da casa, galvanizada pelo forte apoio do público no pavilhão.

A segunda metade do último parcial foi decisiva para o desfecho, pois o Benfica apenas conseguiu fazer dois pontos, de lance livre, permitindo ao Sporting consumar uma vantagem final de seis pontos (81-75), tendo a agradecer, e muito, a Travante Williams, jogador que o Benfica nunca conseguiu suster.

Jogo realizado no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.

Sporting — Benfica, 81-75.

Ao intervalo: 37-43.

Sob a arbitragem de Luís Lopes, Pedro Coelho e Sónia Teixeira, as equipas alinharam:

– Sporting (81): Abdul Abu (9), James Ellisor (7), João Fernandes (13), Ty Toney (6) e Travante Williams (30). Jogaram ainda Francisco Amiel (6), Diogo Ventura (4), Cláudio Fonseca (6) e Pedro Catarino.

Treinador: Luís Magalhães.

– Benfica (75): Eric Coleman (7), Arnette Hallman (10), Anthony Hilliard (3), Anthony Ireland (8) e José Silva (11). Jogaram ainda Gonçalo Delgado, Fábio Lima (9), João Gomes (5), Gary McGhee (7), Rafael Lisboa (9) e Damian Hollis (6).

Treinador: Carlos Lisboa.

Marcha do marcador: 16-20 (10), 37-43 (intervalo), 64-62 (30) e 81-75 (final).

Assistência: 2.596 espetadores.

DYRP // AMG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS