Sporting: Bruno de Carvalho diz que vai a eleições e tem testa de ferro como alternativa

Sporting: Bruno de Carvalho diz que vai a eleições e tem testa de ferro como alternativa

Bruno de Carvalho, que foi destituído da presidência do Sporting, anunciou que vai entregar uma lista para as eleições do clube, na sequência de uma providência cautelar que obriga o presidente da Mesa da Assembleia Geral a recebê-la.

O ex-presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, comunicou em conferência de imprensa que a providência cautelar cedida pelos tribunais permite que a sua candidatura avance para as eleições do dia 8 de setembro. “Hoje, para nosso gáudio, fez-se justiça e obtivemos, de uma providência cautelar colocada, a obrigatoriedade do Sporting de receber a nossa candidatura sob pena de crime de desobediência”, anunciou o antigo dirigente.

Bruno de Carvalho diz-se “renascido […] como sportinguista e português” e afirmou que “a justiça tarda mas não falha”

“A candidatura será entregue aos serviços, com a marcação formal a ser feita. Vamos calmamente, unidos e coesos, em torno de uma liderança de um projeto e de uma equipa, aguardar os nossos desenvolvimentos dessa entrega”, disse Bruno de Carvalho que ainda aponta o presidente demissionário da mesa da Assembleia Geral do clube: “Se Marta Soares não receber a candidatura corre o risco de desobediência e pagamento de uma coima. Que não se arme em santo”.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho: «Nunca menti»

Bruno de Carvalho diz que “Hoje foi uma vitória tremenda da democracia e uma derrota tremenda para todos os candidatos, menos para nós. Vai ser um dia de muita reunião” e desafia a concorrência: “Era bom perguntar a todos os candidatos se vão continuar a ser candidatos. Era bom uma entrevista a perguntar a todos os candidatos, sobretudo a Ricciardi, Varandas e Madeira Rodrigues, qual será a sua estratégia.”

“A covardia tem que acabar. Não mintam aos sportinguistas. Como podem ver, estamos aqui de forma clara, é assim que nos apresentamos. Não há mentiras, não há nada escondido. Há aqui uma equipa pronta para resolver aquilo que tem sido feito ao Sporting. Vamos fazê-lo de cara limpa, com uma equipa muito unida, muito certa do que quer”, rematou Bruno de Carvalho.

Erik Kurgy mostrou-se para liderar o projeto ‘Leais ao Sporting’, caso o antigo presidente permaneça impossibilitado.

No domingo, a candidatura ‘Leais ao Sporting’ anunciou que Erik Kurgy iria substituir Bruno de Carvalho na liderança da lista.

No entanto, segundo o antigo presidente, a decisão judicial de hoje permite-lhe concorrer às eleições, marcadas para 08 de setembro, juntamente com Trindade Barros e Alexandre Godinho, que também foram suspensos de sócios do clube, na sequência da destituição do Conselho Diretivo liderado por Bruno de Carvalho.

Apesar de se mostrar confiante na possibilidade de ir a votos, Bruno de Carvalho admitiu avançar com a lista encabeçada por Erik Kurgy, que, caso seja eleita, o nomeará como representante do clube na SAD ‘leonina’.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho e Joana Ornelas «vão divorciar-se»

Além de Bruno de Carvalho, apresentaram-se como candidatos às eleições Carlos Vieira, antigo vice-presidente do clube, também suspenso, Fernando Tavares Pereira, João Benedito, Dias Ferreira, Pedro Madeira Rodrigues, José Maria Ricciardi, Frederico Varandas e Rui Jorge Rego.

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Sporting: Bruno de Carvalho diz que vai a eleições e tem testa de ferro como alternativa

Bruno de Carvalho, que foi destituído da presidência do Sporting, anunciou que vai entregar uma lista para as eleições do clube, na sequência de uma providência cautelar que obriga o presidente da Mesa da Assembleia Geral a recebê-la.