Silas assume que Bruno Fernandes é “intocável” no Sporting

O treinador do Sporting assumiu que Bruno Fernandes é “intocável” no conjunto de Alvalade, por ser um “fora de série”, e desvalorizou as críticas que o médio faz à equipa dentro e fora das quatro linhas.

Silas assume que Bruno Fernandes é

Silas assume que Bruno Fernandes é “intocável” no Sporting

O treinador do Sporting assumiu que Bruno Fernandes é “intocável” no conjunto de Alvalade, por ser um “fora de série”, e desvalorizou as críticas que o médio faz à equipa dentro e fora das quatro linhas.

Ao comentar a competitividade interna do plantel dos ‘leões’, em Alcochete, na conferência de imprensa de lançamento do jogo frente ao Moreirense, da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, Jorge Silas saiu em defesa do ‘capitão’ de equipa e referiu mesmo que “queria mais jogadores assim”.

“Precisamos de mais jogadores participativos, que o futebol é mesmo assim. Eu, quando jogava, estava sempre a falar. O futebol é isto, não é não podermos ajudar o colega e criticar no bom sentido. Precisamos é de mais gente como o Bruno”, elogiou o técnico dos ‘verde e brancos’.

Ainda no plano individual, Silas garantiu que não sente necessidade de falar com Acuña por causa do seu temperamento, que lhe tem custado algumas ações disciplinares por parte dos árbitros, mas assumiu que o argentino tem de “gerir de forma superior as suas emoções”.

“Tem 29 anos e percebe perfeitamente que se prejudica a ele, à equipa [do Sporting] e à seleção [da Argentina]. Mas quando cumprir o castigo, voltará à equipa com normalidade”, garantiu o treinador ‘leonino’.

Sem poder contar com o lateral argentino, Silas assumiu que a titularidade nessa posição será de Borja, referindo que acredita num “bom jogo” do colombiano, e desvendou que Battaglia estará de regresso à convocatória, no domingo, após um longo período de recuperação de uma lesão.

Por outro lado, recusou-se a desvendar se será Renan Ribeiro ou Luís Maximiano a defender as redes dos ‘leões’ frente aos ‘cónegos’.

“Quando aqui cheguei, tinha a sensação que só podia jogar o Renan, agora tenho a sensação de que podem jogar os dois e isso é bom para nós”, justificou o técnico.

Sobre o adversário de domingo, Silas elegeu “a transição ofensiva” como o ponto mais forte de uma equipa que está a fazer um campeonato “dentro das expectativas”, graças a um “bom trabalho do treinador”, mas sublinhou que quer o Sporting a “jogar para ganhar”.

O técnico assumiu ainda que a sua equipa tem de ser “mais assertiva” no plano defensivo, uma vez que perdeu, devido a erros defensivos, alguns jogos que até dominou, como frente ao Tondela e ao Gil Vicente.

“Há erros que são maus e não os podemos cometer. Até podemos sofrer golos, mas desta forma não podem acontecer, porque não estão no guião”, lamentou Jorge Silas.

O Sporting, quarto classificado, com 20 pontos, recebe no domingo o Moreirense, 11.º, com 14, em encontro da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, agendado para as 17:30.

SYL // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS