Shaqiri diz que Suíça quer “aprender” com derrota frente a Portugal na Liga das Nações

O avançado suíço Xherdan Shaqiri assumiu hoje o desejo de a seleção helvética aprender com os erros cometidos na derrota frente a Portugal, por 3-1, na quarta-feira, nas meias-finais da Liga das Nações de futebol.

Shaqiri diz que Suíça quer

Shaqiri diz que Suíça quer “aprender” com derrota frente a Portugal na Liga das Nações

O avançado suíço Xherdan Shaqiri assumiu hoje o desejo de a seleção helvética aprender com os erros cometidos na derrota frente a Portugal, por 3-1, na quarta-feira, nas meias-finais da Liga das Nações de futebol.

“Faltou-nos a frieza no último terço contra Portugal. Temos de aprender com isso, eliminar os erros — especialmente contra as grandes equipas. As equipas de topo exploram isso, foi o Portugal fez. Ao mesmo tempo, precisamos de marcar mais golos nas nossas oportunidades”, explicou Shaqiri, em conferência de imprensa no centro de treinos do Olival, em Vila Nova de Gaia, após o treino matinal.

O avançado de 27 anos, recém vencedor da Liga dos Campeões ao serviço do Liverpool, disse ainda que a Suíça não precisa de ter um Cristiano Ronaldo a marcar três golos, porque a equipa sempre foi “forte como coletivo”.

Para Shaqiri, o que falta é “ganhar os jogos mais importantes, algo que que tem faltado nos últimos anos” e indicou que é preciso ter “orgulho” na seleção.

“Estamos a meio de um processo na seleção. Mas dá para ver que as coisas estão a ir por um bom caminho, estamos muito bem encaminhados para acompanhar as grandes equipas. Quando as pessoas reparam no desenvolvimento da nossa maneira de jogar, é um tributo ao nosso trabalho”, sublinhou.

Por seu lado, Fabian Schar, defesa do Newcastle, deixou elogios a Cristiano Ronaldo e concordou com o seu compatriota.

“O [Cristiano] Ronaldo marcou três golos em três oportunidades, é um dos melhores do mundo, as qualidades dele são ‘loucas’, por isso temos de criar oportunidades mais claras de golo e temos de marcar contra estas equipas grandes. Não perdemos só pelo Ronaldo, também temos de olhar para nós, temos de marcar mais golos e ganhar os jogos”, justificou.

O central que atuou os 90 minutos diante de Portugal não escondeu o desejo de encontrar a Inglaterra na partida de atribuição do terceiro lugar, admitindo que o jogo “seria especial e uma boa experiência”, visto que joga nesse país desde o início da época.

“Queríamos ir à final, mas perdemos ontem [na quarta-feira] e foi difícil de aceitar. Estamos ansiosos para o jogo de domingo, vai ser um grande jogo contra uma grande equipa, seja contra a Inglaterra ou a Holanda, e vamos tentar ganhar este jogo para acabar bem a época”, afirmou.

Dos 11 titulares do jogo frente à seleção lusa, apenas o guarda-redes Yann Sommer subiu ao relvado com os suplentes, sendo que os restantes realizaram trabalho de recuperação.

A Suíça vai defrontar o derrotado do embate entre Inglaterra e Holanda, marcado para hoje, às 19:45, no domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, a partir das 14:00, no jogo de atribuição do terceiro lugar da primeira edição da Liga das Nações.

AXYG // JP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS