Seleção de râguebi perde com a Geórgia no ‘Championship’ após quebra no final

A seleção portuguesa de râguebi perdeu hoje com a Geórgia por 24-39, em Paris, num encontro da quarta jornada do Europe Championship, onde apenas ‘quebrou’ na ponta final perante a superioridade física do adversário.

Seleção de râguebi perde com a Geórgia no 'Championship' após quebra no final

Seleção de râguebi perde com a Geórgia no ‘Championship’ após quebra no final

A seleção portuguesa de râguebi perdeu hoje com a Geórgia por 24-39, em Paris, num encontro da quarta jornada do Europe Championship, onde apenas ‘quebrou’ na ponta final perante a superioridade física do adversário.

Ao intervalo, Portugal perdia por apenas três pontos de diferença (14-17), mas nos últimos 15 minutos não conseguiu encontrar argumentos para o poderio físico dos georgianos que, com este triunfo, sagraram-se tricampeão e alcançaram o 12.º título do seu historial.

A falta de concentração no período inicial voltou a ‘tramar’ a equipa portuguesa, que consentiu um ensaio logo ao terceiro minuto, mas a resposta dos lobos não se fez esperar, com um toque de meta da Manuel Cardoso Pinto (06 minutos), convertido por Dany Antunes, para igualar o marcador em 7-7.

A Geórgia ripostou com novo ensaio ainda antes do décimo minuto, mas Dany Antunes, com um novo toque de meta (22) que o próprio transformou, colocou Portugal pela primeira vez em vantagem no marcador (14-12), antes do terceiro ensaio georgiano levar os visitantes em vantagem para o descanso (14-17).

Logo a abrir o segundo tempo (41), João Belo fez o terceiro ensaio da tarde para os lobos e a transformação de Antunes recolocou Portugal a vencer por 21-17. O extremo do Massy voltou a rubricar uma exibição positiva (14 pontos) e respondeu a novo toque de meta georgiano com uma penalidade (64) que colocou, pela última vez, a seleção portuguesa na frente (24-22).

Depois sobressaiu o maior poderio físico do adversário, que no râguebi se costuma notar especialmente nos 20 minutos finais, e os georgianos assinaram mais três ensaios que lhes permitiram vencer por uma margem dilatada e somar o ponto de bónus ofensivo graças aos sete ensaios obtidos.

Apesar do desaire, Portugal manteve o segundo lugar no ‘Championship’, com os mesmos nove pontos que a Espanha, que venceu na Bélgica (30-23), e vai discutir com o histórico rival, em Madrid, o estatuto de vice-campeão europeu, na partida da última jornada, no domingo.

Jogo no Estádio Jean Bouin, em Paris.

Portugal – Geórgia, 24-39.

Ao intervalo: 14-17.

Sob arbitragem do escocês Bem Blain, as equipas alinharam:

– Portugal: Geoffrey Moïse, Mike Tadjer, Diogo Hasse Ferreira, José Madeira, Luís Batista, João Granate, David Wallis, Thibault Freitas, João Belo, João Lima, Dany Antunes, Tomás Appleton, Rodrigo Marta, Caetano Castelo Branco e Manuel Cardoso Pinto.

Jogaram ainda: Francisco Fernandes, Ivo Morais, Manuel Picão, Eric dos Santos, Lionel Campergue, António Vidinha, Pedro Lucas e João Freudenthal.

Ensaios (3): Manuel Cardoso Pinto (06), Dany Antunes (22), João Belo (41).

Conversões (3): Dany Antunes (07, 23, 42).

Penalidades (1): Dany Antunes (64).

Treinador: Patrice Lagisquet

– Georgia: Giorgi Tetrashvili, Shalva Mamukashvili, Levan Chilachava, Lasha Jaiani, Davit Gigauri, Beka Saginadze, Giorgi Tkhilaishvili, Beka Gorgadze, Giorgi Begadze, Lasha Khmaladze, Alexander Todua, Lasha Malaguradze, David Kacharava, Demuri Tapladze e Ioseb Matiashvili.

Jogaram ainda: Shalva Sutiashvili, Giorgi Melikidze, Gela Aprasidze, Guram Gogichashvili, Giorgi Chkoidze, Tornike Jalagonia, Tedo Abzhandadze e Lasha omidze.

Ensaios (7): Shalva Mamukashvili (03), Beka Gorgadze (09), Lasha Malaguradze (34), Beka Saginadze (58), ensaio de penalidade (69), Demuri Tapladze (71) e Ioseb Matiashvili (75)

Conversões (1): Ioseb Matiashvili (04).

Treinador: Levan Maisashvili.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Caetano Castelo Branco (69).

SYL // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS