Sá Pinto vai agir judicialmente contra a Ryanair

Sá Pinto considerou que o funcionário de um avião da Ryanair teve uma «postura arrogante e mal-educada» para consigo e assegurou que vai agir judicialmente contra a companhia.

Sá Pinto vai agir judicialmente contra a Ryanair

Sá Pinto vai agir judicialmente contra a Ryanair

Sá Pinto considerou que o funcionário de um avião da Ryanair teve uma «postura arrogante e mal-educada» para consigo e assegurou que vai agir judicialmente contra a companhia.

O treinador do Sporting de Braga, Sá Pinto, considerou que o funcionário de um avião da Ryanair teve uma «postura arrogante e mal-educada» para consigo e assegurou que vai agir judicialmente contra a companhia. O antigo futebolista, em comunicado conjunto com o Sporting de Braga, condena a postura do funcionário da companhia ‘low cost’ irlandesa e garante que «irá proceder judicialmente contra esta empresa e contra o aludido chefe de cabine pela atuação tida contra a sua pessoa».

LEIA DEPOIS
Mulher que acusa Neymar de violação investigada por tentativa de extorsão

Sá Pinto explica o que motivou a sua identificação por parte PSP e consequente abandono do voo

O treinador luso refere que reservou lugar na primeira fila, uma vez que as restantes obrigam a «manter o joelho dobrado durante o tempo de voo», aludindo às «graves lesões sofridas nos joelhos enquanto jogador de futebol». Sá Pinto lamenta que a tripulação não tenha compreendido o seu argumento e, que, por isso, «recusou iniciar o voo» com destino à cidade do Porto, «obrigando ao desembarque» do técnico. O treinador do Sporting de Braga foi identificado pela PSP, após esta ter sido chamada a um avião em Faro, devido a um alegado desentendimento com uma hospedeira, informou fonte desta força de segurança. «A PSP foi chamada pela tripulação de um avião porque havia um homem bastante exaltado com uma hospedeira», disse à Lusa fonte da Direção Nacional da PSP, referindo que esta força de segurança «desconhece os motivos da exaltação».

Identificado na Divisão de Segurança Aeroportuária da PSP de Faro

Já na aeronave, que tinha como destino o Porto, os elementos da PSP pediram a Sá Pinto que os acompanhasse. «Ele acompanhou e foi identificado na Divisão de Segurança Aeroportuária da PSP de Faro», acrescentou a mesma fonte, referindo que Sá Pinto «não foi nem expulso nem detido». A PSP adiantou que o ex-futebolista «já não embarcou no avião» e esclareceu que, se houver queixa por parte da transportadora ou da hospedeira, a situação será comunicada ao Ministério Público.

LEIA MAIS
Quem são os jogadores mais valiosos da Liga NOS em cada posição
Previsão do tempo para sábado, 3 de agosto

 

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS