Ruben Amorim diz que sofrer três golos é “a exceção” à regra no Sporting

O treinador do Sporting disse hoje que os três golos sofridos na primeira jornada da I Liga de futebol são “a exceção” à regra e garantiu que a equipa vai regressar ao patamar que mostrou no passado.

Ruben Amorim diz que sofrer três golos é

Ruben Amorim diz que sofrer três golos é “a exceção” à regra no Sporting

O treinador do Sporting disse hoje que os três golos sofridos na primeira jornada da I Liga de futebol são “a exceção” à regra e garantiu que a equipa vai regressar ao patamar que mostrou no passado.

Em conferência de imprensa, em Alcochete, Ruben Amorim repetiu a ideia deixada no final do empate (3-3) em Braga, de que “foi tão óbvio” o que aconteceu que se tornou “fácil trabalhar esta semana”, e explicou que os três golos sofridos se deveram, sobretudo, a falhas de concentração.

“Como disse, só sofremos três golos por três vezes em quase 100 jogos. Portanto, essa é a regra, isto foi a exceção. Geralmente são faltas de concentração, de agressividade, que podem acontecer em certos jogos. Sabemos onde errámos, agora a regra é que somos muito fortes defensivamente, somos disciplinados e é a esse patamar que vamos voltar”, apontou.

Por isso, e mesmo admitindo que “há sempre falhas” porque “os jogadores não são máquinas”, o técnico dos ‘leões’ assumiu que o que terá de mudar é a “atenção aos pormenores durante o jogo.

Amorim aproveitou para ‘escalpelizar’ o terceiro golo do Sporting de Braga, sobre o qual se falou “muito” durante a semana, para concluir que “é normal haver um contra um e jogadores [adversários] rápidos”, que “estava toda a gente a defender bem” e que só “talvez o Coates devia ter pressionado mais o jogador”.

“A conversa teria sido totalmente diferente, garanto-vos. Se o Seba [Coates] estivesse um metro [mais à frente] a bloquear a bola — e estou a dizer isto, não estou a dizer o Seba, estou a dizer que é um pormenor de um metro — garanto-vos que a semana tinha sido espetacular em termos de observação da equipa do Sporting”, analisou.

Sobre o jogo de sábado, com o Rio Ave, Ruben Amorim revelou que “Paulinho também se lesionou hoje e não conta”, mas disse desconhecer, ainda, a gravidade da lesão.

E apesar do empate no primeiro jogo da época, o técnico mantém a convicção, avançada há uma semana, de que o início de época “pode ser sempre excelente”.

“Ganhamos o próximo jogo [com o Rio Ave, em casa] e depois preparar o próximo [com o FC Porto, fora] e ganhar, pode ser sempre excelente. Se não for, estamos aqui para enfrentar as coisas, faz parte. O que quis dizer foi que qualquer tipo de começo, já não nos assusta”, vincou o treinador ‘verde e branco’.

O Sporting recebe o Rio Ave no sábado, em partida da segunda jornada da I Liga de futebol com início marcado para as 20:30, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, e arbitragem de Manuel Mota (AF Braga).

Os ‘leões’ procuram a primeira vitória no campeonato, após terem iniciado a época de jogos oficiais com um empate, por 3-3, na primeira ronda, no terreno do Sporting de Braga.

 

SYL // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS