Rúben Amorim atribui mérito da união no Sporting aos jogadores e aos resultados

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, atribuiu hoje os méritos da união vivida no clube aos jogadores e aos resultados, que pretende prolongar na receção ao Paços de Ferreira, da 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Rúben Amorim atribui mérito da união no Sporting aos jogadores e aos resultados

Rúben Amorim atribui mérito da união no Sporting aos jogadores e aos resultados

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, atribuiu hoje os méritos da união vivida no clube aos jogadores e aos resultados, que pretende prolongar na receção ao Paços de Ferreira, da 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“A união que há neste momento no clube é mérito dos jogadores e dos resultados que têm tido. O facto de apostarmos na formação e de sermos uma equipa com muitos portugueses atrai e chama as pessoas, que sentem essa ligação. Eu é que usufruo da qualidade dos jogadores e dessa ligação à formação. Dou mérito aos treinadores da formação, à aposta na formação e eu estou a recolher frutos desse trabalho”, observou.

O técnico ‘leonino’ falou aos jornalistas no auditório do Estádio José Alvalade, em Lisboa, para fazer a antevisão ao encontro com o Paços de Ferreira, “uma equipa muito boa, que está num momento fantástico, com um treinador [Pepa] que está a fazer um trabalho incrível”.

“Temos de fazer um grande jogo, temos de estar no máximo das nossas forças. Temos de ser intensos, rigorosos, humildes e começar desde o primeiro minuto. [O Paços de Ferreira] É uma equipa corajosa, que vive de transições, com muitas ruturas e muitas formas de chegar à área. Conhecemos bem a equipa do Paços, o Paços também nos conhece bem”, ressalvou.

Os últimos dias foram marcados por novos desenvolvimentos no ‘caso Palhinha’, com a abertura de um processo de inquérito pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), após uma participação do Benfica, pelo recurso do Sporting a tribunais civis, que permitiu a utilização do médio no dérbi da 16.ª jornada da I Liga.

“O Palhinha está tranquilo. O Sporting fez tudo como devia fazer, o Palhinha também. Estamos tranquilos, à espera de uma decisão, que todos querem para ficar tudo esclarecido”, expressou, frisando a “preocupação zero” pois os ‘verde e brancos’ fizeram “tudo de acordo com a lei”.

O empate do FC Porto diante do Boavista (2-2) é olhado por Rúben Amorim como menos um ponto de vantagem para o perseguidor, que “ganhou um ponto” na luta e, por isso, obriga o Sporting a vencer o seu jogo.

“A classificação diz que estamos na frente, que temos mais pontos. Não olhamos tanto para os rivais, mas sim para o que se passa nos nossos jogos. No jogo passado, o Gil Vicente criou muito perigo na primeira parte, não nos deixou jogar e devíamos ter feito mais”, sublinhou.

Os líderes, com 48 pontos, contam com todo o plantel apto para o embate com o Paços de Ferreira, quinto classificado, com 35, da 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio José Alvalade, em Lisboa, às 20:15, com arbitragem de André Narciso, da associação de Setúbal.

 

DYRP // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS