Rochele Nunes vence medalha de bronze no Grand Slam de Paris de judo

A judoca Rochele Nunes conquistou hoje a medalha de bronze na categoria de +78 kg do Grand Slam de Paris de judo, conquistando o único ‘metal’ da comitiva portuguesa na prova.

Rochele Nunes vence medalha de bronze no Grand Slam de Paris de judo

Rochele Nunes vence medalha de bronze no Grand Slam de Paris de judo

A judoca Rochele Nunes conquistou hoje a medalha de bronze na categoria de +78 kg do Grand Slam de Paris de judo, conquistando o único ‘metal’ da comitiva portuguesa na prova.

A portuguesa bateu, no combate pelo terceiro lugar, a tunisina Nihel Cheikh Rouhou, por ‘ippon’, depois de ambas já terem marcado um ‘waza ari’, no sexto combate do dia para a judoca lusa.

Antes, começou por vencer a cazaque Kamila Berlikash, na estreia, a que se seguiu a francesa Anne Fatoumata Bairo, a porto-riquenha Melissa Mojica e a argelina Sonia Asselah, em três combates decididos por ‘ippon’.

Nas meias-finais, defrontou a bielorrussa Maryna Slutskaya, que a derrotou ao fim de 2.34 minutos, caindo para o combate pelo bronze, no qual recolheu a única medalha da participação portuguesa na prova de Paris.

Para Rochele Nunes, esta é a quinta medalha de bronze a título individual desde que passou a representar Portugal e deixou o Brasil, depois do Grande Prémio de Telavive, o Grand Slam de Ecaterimburgo, o Grande Prémio de Tbilissi e o Grand Slam de Brasília, a que se soma uma medalha de prata nos Jogos Europeus do mesmo ano por equipas.

Antes, dois outros judocas falharam o bronze na repescagem, após terem atingido as meias-finais, casos de Bárbara Timo (-70 kg) e Anri Egutidze (-81 kg), que acabaram por se classificar em quinto lugar.

A judoca começou por bater a alemã Alina Boehm por ‘ippon’, a holandesa Sanne van Dijke com um ‘waza ari’, a espanhola Maria Bernabéu por ‘ippon’ e a sueca Anna Bernholm com ‘waza ari’, num combate de quase oito minutos.

Depois de perder, nas meias finais, com a japonesa Yoko Ono (‘ippon’), a luta pelo bronze ‘sorriu’ à britânica Gemma Howell, que aplicou um ‘ippon’ para vencer o combate.

Já Egutidze, registou três triunfos por ‘ippon’ para chegar às meias-finais: frente a Robin Pacek (Suécia), Etienne Briand (Canadá) e Kamoliddin Rasulov (Uzbequistão), antes de perder também por ‘ippon’ frente ao belga Matthias Casse, já nas ‘meias’.

Frente ao canadiano Antoine Valois-Fortier, o português tentou chegar à medalha ao longo de 6.31 minutos, mas acabou por ceder ‘ippon’ ao adversário.

Campeão do mundo de -100 kg em 2019, recaíam sobre Jorge Fonseca expectativas altas para a prova parisiense, mas o luso só disputou dois combates, vencendo o primeiro, frente a Adnan Khankan, da equipa de refugiados da Federação Internacional de Judo, por ‘ippon’.

Mais tarde, frente ao russo Arman Adamian, o português acabou derrotado em 1.56 minutos, também por ‘ippon’, ficando arredado da competição.

Yahima Ramírez ficou pelo caminho nas eliminatórias de -78 kg, ao perder com a russa Antonina Shmeleva, por ‘ippon’, já depois de vencer, pelo mesmo modo, Shu Huei Hsu Wang, de Taiwan, na estreia.

No sábado, apenas Telma Monteiro chegou às meias-finais, e por isso pôde disputar medalhas, mas uma desclassificação no combate com Sumiya Dorjsuren, da Mongólia, por um gesto involuntário que poderia magoar a oponente, impediu-a de disputar, depois, o combate pela medalha de bronze, uma decisão que a portuguesa já criticou.

SIF (CYF) // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS