Ricardo Santos sonha com vitória na Grand Final do circuito ‘challenge’ de golfe

O português Ricardo Santos, já com presença garantida entre a elite do golfe europeu na próxima época, parte para a Grand Final do circuito ‘Challenge’ com a vitória na ‘mira’, resultado que o colocaria no topo do ‘ranking’.

Ricardo Santos sonha com vitória na Grand Final do circuito 'challenge' de golfe

Ricardo Santos sonha com vitória na Grand Final do circuito ‘challenge’ de golfe

O português Ricardo Santos, já com presença garantida entre a elite do golfe europeu na próxima época, parte para a Grand Final do circuito ‘Challenge’ com a vitória na ‘mira’, resultado que o colocaria no topo do ‘ranking’.

“O meu objetivo na Grand Final será terminar o melhor possível, assim sendo, ganhar o torneio é um objetivo. Vencer o ‘ranking’ do ‘Challenge’ seria a cereja no topo do bolo. Irei focar-me em dar o meu melhor em cada pancada para no final ver se foi suficiente para alcançar esse mesmo objetivo”, disse o golfista à agência Lusa.

Ricardo Santos chega à Grand Final do ‘Challenge’, que decorre entre quinta-feira e domingo, em Maiorca (Espanha), na oitava posição do ‘ranking’, e tem já assegurado o regresso ao European Tour, depois de quatro anos no ‘Challenge’, a segunda divisão do golfe europeu.

“Sinto-me muito satisfeito, orgulho e motivado com o meu regresso ao European Tour. Depois de ter passado nas quatro últimas épocas uma fase menos positiva na minha carreira, conseguir voltar novamente ao European Tour deixa-me muito feliz”, afirmou o jogador, que em 2012 venceu o Open da Madeira, prova que integrava o calendário do principal circuito europeu.

Ricardo Santos, que em 2012 foi eleito estreante do ano no circuito europeu, tendo-lhe sido atribuído o prémio Sir Henry Cotton Rookie of the Year, admite que um dos objetivos da próxima temporada é vencer um torneio.

“Não gosto de pensar em expectativas, mas sim em objetivos e trabalhar para os alcançar, um deles será estar presente na Race to Dubai e o outro ganhar novamente no European Tour. Caso consiga um deles, ou mesmo os dois, a manutenção estará sempre garantida”, afirmou.

Na última prova de temporada, que se disputa no Club de Golf Alcanada, em Port d’Alcúdia, participará também José-Filipe Lima, que falhou o ‘cut’ no Foshan Open, disputado no final de outubro, e desceu do 18.º para o 22.º lugar do ‘ranking’.

Lima, que já competiu no European Tour em oito épocas, está “obrigado” a um grande desempenho na Grand Final para assegurar a subida ao circuito principal, que será atribuída ao 15 primeiros colocados do ‘ranking’.

AO // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS