Ricardo Santos destaca-se entre alguns dos melhores do mundo no Open da Escócia

O golfista Ricardo Santos exibiu-se hoje em bom plano no Open da Escócia, ao completar a primeira volta com duas pancadas abaixo do Par do campo 71 do The Renaissance Club, onde estão alguns dos melhores do mundo.

Ricardo Santos destaca-se entre alguns dos melhores do mundo no Open da Escócia

Ricardo Santos destaca-se entre alguns dos melhores do mundo no Open da Escócia

O golfista Ricardo Santos exibiu-se hoje em bom plano no Open da Escócia, ao completar a primeira volta com duas pancadas abaixo do Par do campo 71 do The Renaissance Club, onde estão alguns dos melhores do mundo.

O profissional algarvio, único português com acesso ao segundo torneio da Rolex Series, após o Abu Dhabi HSBC, completou os primeiros 18 buracos com 69 pancadas, graças a ‘birdie’ (uma abaixo) nos buracos 3, 7, 10 e 14 e ‘bogey’ (uma acima) nos buracos 8 e 9.

“Joguei bem, mas do ‘tee’ ao ‘green’ estive muito bem. O ‘putt’ esteve melhor do que nas últimas semanas e ainda pode melhorar, mas no geral foi uma boa volta e estou satisfeito com o meu jogo”, contou o 174.º colocado na ‘Race to Dubai’, em declarações à Lusa.

Num “campo com alguns buracos difíceis, outros mais acessíveis, mas no geral exigente”, Ricardo Santos, de 38 anos, conseguiu colocar-se na 46.ª posição do ‘leaderboard’, empatado, antes da partida para segunda ronda que determinará o ‘cut’ e o lote dos jogadores apurados para o fim de semana.

“É o torneio com o ‘field’ mais forte que já joguei até hoje”, lembrou Santos, referindo-se a uma lista de inscritos que conta com quatro dos cinco melhores golfistas do ‘ranking’ mundial, como é o caso do líder, o espanhol Jon Rahm, os norte-americanos Justin Thomas (3.º), Collin Morikawa (4.º) e Xander Schauffele (5.º), além de Rory McIlroy (11.º) e alguns dos vencedores da Rolex Series, como Tyrrell Hatton, Matthew Fitzpatrick, Lee Westwood e Tommy Fleetwood.

Entre esta constelação de estrelas está o português Ricardo Santos e o inglês Jack Sénior que assumiu o comando da prova, dotada de oito milhões de dólares em prémios monetários, com 64 pancadas (-7), uma de vantagem sobre o compatriota Lee Weestwood e Justin Thomas.

SRYS // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS