Processo dos insultos racistas contra Marega foi suspenso

O Tribunal de Guimarães – onde ocorreram os insultos contra Marega-, decidiu-se pela suspensão provisória dos processos que envolviam quatro arguidos, três dos quais ficaram a conhecer a decisão em setembro

Processo dos insultos racistas contra Marega foi suspenso

O Tribunal de Guimarães – onde ocorreram os insultos contra Marega-, decidiu-se pela suspensão provisória dos processos que envolviam quatro arguidos, três dos quais ficaram a conhecer a decisão em setembro

O Tribunal de Guimarães – onde ocorreram os insultos contra Marega -, decidiu-se pela suspensão provisória dos processos que envolviam quatro arguidos, três dos quais ficaram a conhecer a decisão em setembro, avança o JN. Segundo o mesmo jornal, um outro já tinha visto o processo suspenso em 2020. Assim, não há condenações nem acusações e a suspensão provisória tem o prazo de um ano. De acordo com o relatório, foi tida em conta a “jovem idade dos arguidos” e “o facto de não terem antecedentes criminais”.

Arguidos terão de pedir desculpa a Marega

Ainda segundo o JN, os arguidos terão de entregar mil euros ao Estado, num prazo de três meses, não poderão frequentar recintos desportivos durante um ano e são obrigados a apresentar-se numa esquadra sempre que o Vitória jogar. Terão ainda de pedir desculpa a Marega, por escrito, no “Desportivo de Guimarães”.O texto ainda não foi publicado.  Os insultos acontecera em fevereiro de 2020, no jogo entre o Vitória e o FC Porto. Cerca dos 10 minutos, Marega abandonou o relvado.

LEIA MAIS Face Oculta: Libertação de Armando Vara é “solução menos injusta”, diz advogado

Impala Instagram


RELACIONADOS