Primeira especial do rali do México interrompida por razões de segurança

A primeira classificativa do Rali do México foi na quinta-feira interrompida por razões de segurança, depois de uma das rampas do percurso da terceira etapa do Mundial de ralis ter ficado danificada.

Primeira especial do rali do México interrompida por razões de segurança

Primeira especial do rali do México interrompida por razões de segurança

A primeira classificativa do Rali do México foi na quinta-feira interrompida por razões de segurança, depois de uma das rampas do percurso da terceira etapa do Mundial de ralis ter ficado danificada.

A interrupção afetou quatro pilotos, entre os quais o francês Sébastien Ogier (Citroën C3), o belga Thierry Neuville (Hyundai i20) e o estónio Ott Tänak (Toyota Yaris), aos quais foi atribuído o tempo do irlandês Kris Meeke (Toyota Yaris), o último a cumprir o troço em segurança.

O finlandês Esapekka Lappi (Citroën C3) foi o mais rápido nos 1,14 quilómetros nas ruas Guanajuato, em 1.00,6 minutos, menos uma décima de segundo do que o norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20) e menos 0,6 segundos do que Meeke.

Uma das rampas, colocada a 100 metros da meta, ficou danificada com a passagem dos concorrentes e, após uma inspeção, foi decidido cancelar o resto da especial.

O Mundial de ralis é liderado por Tänak, com 47 pontos, mais sete do que Neuville e mais 16 do que Ogier, hexacampeão do mundo.

Para hoje está prevista a disputa de oito especiais, com um total de 114,19 quilómetros cronometrados.

AGYR // JP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS