Presidente da FIFA mostra confiança em Angola e diz que “corrupção nunca mais”

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, afirmou-se hoje confiante em Angola, considerando que a situação da Federação Angolana de Futebol (FAF) está “sólida” e apelou à luta contra a corrupção.

Presidente da FIFA mostra confiança em Angola e diz que

Presidente da FIFA mostra confiança em Angola e diz que “corrupção nunca mais”

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, afirmou-se hoje confiante em Angola, considerando que a situação da Federação Angolana de Futebol (FAF) está “sólida” e apelou à luta contra a corrupção.

“Já temos umas boas bases”, disse Gianni Infantino aos jornalistas, depois de anunciar que a FIFA vai investir seis milhões de dólares no futebol angolano, à saída de uma audiência com o Presidente da República de Angola, João Lourenço.

O responsável da organização frisou que “a situação da FAF está sólida e foi esclarecida depois dos problemas do passado”.

Segundo Gianni Infantino, a comissão de auditoria e ‘compliance’ da FIFA aprovou a situação da Federação Angolana de Futebol, após concluir em outubro um processo de auditoria ao passivo e atividades da Federação.

“Tudo está pronto, tudo está perfeito agora. Vamos investir cinco vezes mais na Federação. No passado, a Federação recebia um milhão ou um milhão e meio, agora vai receber seis”, declarou, ressalvando que não se trata apenas de “distribuição do dinheiro”, e sim de “investimento em projetos concretos”.

Os detalhes sobre o destino a dar a estas verbas vão ser definidos no decurso das próximas semanas, mas Infantino garante que o objetivo “trabalhar duro, de maneira honesta e transparente”, o que representa também as mudanças na FIFA

“A FIFA também se encontrou numa situação terrível, três ou quatro anos, e a Federação foi uma situação muito similar”, acrescentando: “Isso é muito importante e é o que estamos a fazer. Temos de enviar uma mensagem muito clara: na FIFA, como no futebol mundial, como também em Angola, [corrupção] nunca mais. Não queremos voltar ao que vivemos no passado”.

Gianni Infantino salientou aidna que “a situação financeira tem de ser sólida” e “as contas têm de ser transparentes”, o que acontece atualmente.

“Isso dá-nos confiança e, por isso a FIFA está aqui [em Angola]”, vincou.

A visita do presidente da FIFA enquadra-se num périplo a África, que inclui Moçambique, Madagáscar, Malaui, Lesoto e República Democrática do Congo.

O programa da visita a Angola inclui uma visita aos Campos de São Paulo, em Luanda, à sede social da Federação Angolana de Futebol (FAF), e encontros com os dirigentes da FAF e com o governador provincial de Luanda, Luther Rescova.

Da delegação da FIFA fazem parte a secretária-geral da organização, Fatma Samoura, o presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Ahmad Ahmad, uma ‘lenda’ do futebol, o camaronês, Samuel Eto’o, bem como o presidente da Fundação FIFA, o ex-futebolista francês Youri Djorkaeff.

RCR // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS