Portuguesas “focadas e determinadas” para vencer na Finlândia e atingir Euro2022

Portugal deve conseguir manter-se sempre focado e determinado para conseguir vencer a Finlândia sexta-feira em Helsínquia e assim apurar-se para o Euro2022 de futebol feminino, defendeu hoje a internacional Tatiana Pinto.

Portuguesas

Portuguesas “focadas e determinadas” para vencer na Finlândia e atingir Euro2022

Portugal deve conseguir manter-se sempre focado e determinado para conseguir vencer a Finlândia sexta-feira em Helsínquia e assim apurar-se para o Euro2022 de futebol feminino, defendeu hoje a internacional Tatiana Pinto.

“Temos de jogar altamente focadas, organizadas e determinadas. Ser mais regulares. Se isso acontecer, não vamos notar o frio e estaremos mais próximas do nosso objetivo”, resumiu a atleta

Se não vencer na Finlândia, com quem partilha o comando do grupo E com 16 pontos, Portugal conclui o seu desempenho quatro dias depois, em 23 de fevereiro, em jogo com a Escócia, para o qual partirá já com o ‘play-off’ confirmado.

“Temos dois jogos para o fazer, e não um. O que importa é que estamos a uma vitória de fazer história outra vez, pois podemos chegar ao Euro com uma pontuação recorde na fase de qualificação”, reforçou.

A atleta assume a “motivação extra” de poder qualificar-se diretamente, porém recorda que as lusas atingiram o Euro2017 precisamente através do ‘play-off’.

“Se conseguirmos o apuramento direto, o Euro2022 terá certamente um sabor especial”, acrescentou a jogadora do Sporting.

Tatiana avisa para o “poderio físico acentuado” das rivais, usado para “tentar desbloquear os caminhos e arranjar espaços” e alerta também para os perigos do “jogo direto” das nórdicas.

A centrocampista garante a vontade das portuguesas em “tentar contrariar isso e também o frio”, que se prevê ir rondar os dez graus negativos.

“É preciso respeitar a Finlândia e dar tudo para ganhar. No nosso último encontro, já neste apuramento, fomos superiores nos 90 minutos, mas uma pequena distração nos instantes finais permitiu que elas empatassem (1-1). São falhas que não podemos ter em nenhum jogo”, concluiu.

O selecionador Francisco Neto promoveu hoje um novo treino em Lagos, marcado pela integração de Vanessa Marques, só agora libertada pelo seu clube. Cláudia Neto e Diana Silva, ausentes dos preparos pelas mesmas razões, viajam diretamente para Helsínquia, juntando-se à comitiva na terça-feira.

Bélgica, Dinamarca, Alemanha, França, Islândia, Países Baixos, campeã em título, Noruega, Suécia e a anfitriã Inglaterra já estão apuradas, enquanto Irlanda do Norte, Rússia e Ucrânia vão aos ‘play-offs’. Portugal e Finlândia, Polónia e Espanha têm possibilidade de se qualificarem no primeiro lugar dos respetivos grupos.

Apuram-se para a fase final os vencedores de cada grupo mais os três melhores segundos classificados. Os restantes segundos vão disputar um ‘play-off’.

RBA // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS