Portugal poderá receber Mundial de Futebol em 2030

Portugal poderá receber Mundial de Futebol em 2030

A Federação Portuguesa de Futebol e o Governo já têm conhecimento da ideia espanhola de um Mundial realizado entre Espanha, Portugal e Marrocos.

Segundo o jornal espanhol ‘El País’, o governo espanhol pondera avançar com a candidatura para a organização do Campeonato do Mundo de 2030 e conta com a adesão de Portugal e Marrocos.

Pedro Sánchez, primeiro-ministro espanhol, deverá ter proposto ao governo marroquino a candidatura conjunta com os países ibéricos, demonstrando que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e António Costa estão a par dos intentos espanhóis.

LEIA MAIS: Ogier conquistou sexto título mundial de ralis e fica a três do recorde de Loeb

Proposta bem acolhida

O jornal espanhol afirma ainda que fontes da presidência do governo espanhol revelam que a ideia agradou tanto a Saadedín Al Othmani, primeiro-ministro marroquino, como ao reii Mohamed VI.

Em setembro, o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol, Luis Rubiales reuniu-se com Gianni Infantino, chefe máximo da FIFA e juntos visitaram Pedro Sánchez naquele que poderá ter sido o pontapé de saída para a organização do Campeonato do Mundo, assim como a presença de Infantino poderá ser interpretada como um apoio à organização tripartida da maior competição de futebol do mundo.

Regras FIFA poderão atrapalhar

Tanto o Mundial 2002, de má memória de Portugal, realizado no Japão e Coreia do Sul, como o Mundial de 2026, que irá ser organizado por Canadá, México e Estados Unidos,  foram realizados por países membros da mesma confederação de Futebol. Os intentos ibéricos e marroquinos poderão esbarrar na lei da FIFA que obriga a que os países organizadores sejam da mesma confederação futebolística. Para esta situação ser invertida, o organismo máximo que tutela o futebol mundial teria que votar favoravelmente a este parecer.

LEIA MAIS: Mulheres obrigadas a cumprirem serviço militar em Marrocos

Portugal rejeita conhecimento

Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, quando questionado sobre a possibilidade de voltar a receber uma competição de selecções em Portugal afirmou não ter «conhecimento formal de nenhuma comunicação oficial relativamente a uma candidatura tripartida».

Texto: Vítor Miguel Gonçalves | WIN

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS