Pinto da Costa, FC Porto e Portimonense alvos de buscas por corrupção

Em causa estão suspeitas relacionadas com inúmeros negócios entre os dois emblemas, nomeadamente de jogadores como Galeno, Danilo Pereira, Paulinho, Galeno, Fede Varela, Rafa Soares ou Ewerton. Verdade desportiva pode estar em causa.

Pinto da Costa, FC Porto e Portimonense alvos de buscas por corrupção

Pinto da Costa, FC Porto e Portimonense alvos de buscas por corrupção

Em causa estão suspeitas relacionadas com inúmeros negócios entre os dois emblemas, nomeadamente de jogadores como Galeno, Danilo Pereira, Paulinho, Galeno, Fede Varela, Rafa Soares ou Ewerton. Verdade desportiva pode estar em causa.

A Polícia Judiciária está, em conjunto com o DCIAP, a realizar buscas no âmbito de uma operação de apreensão de documentos concentrada na área metropolitana do Porto e no Algarve. As buscas decorrem nas instalações das SAD do Futebol Clube do Porto e do Portimonense, além de junto de altos responsáveis destas duas sociedades anónimas desportivas, incluindo Pinto da Costa, e de outras empresas sedeadas em Portugal e no estrangeiro. A notícia foi avançada pela Sábado e agora confirmada pela TVI.

Para além de Pinto da Costa, o empresário que faz a ponte entre os dois clubes – Theodoro Fonseca – é principal visado nesta investigação, que já leva três anos, e das buscas de hoje que são levadas a cabo pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção. Estão, também, a ser alvo de buscas os locais de trabalho e computadores de Rodiney Sampaio da Silva e de Edgar Vilaça, respetivamente, o presidente e o diretor financeiro da SAD do clube algarvio.

Teodoro Fonseca, maior acionista da SAD do Portimonense, é também acionista da SAD do Futebol Clube do Porto, mantém uma relação antiga com os dragões. De recordar que foi ele o responsável pela transferência de Hulk para o Porto, em 2008, e pelo ingresso do avançado brasileiro no Zenit, da Rússia, quatro anos depois, por 40 milhões de euros. Desse negócio, recebeu uma comissão de 13 milhões.

Rui Pinto divulgou documentos

O empresário brasileiro foi, durante vários anos anos, uma das fontes de liquidez dos dragões. Ora vejamos: em 2012, a sua empresa, For Gool, com sede em Londres, emprestou 4,5 milhões de euros ao clube por seis meses; e em 2015 emprestou mais 5 milhões com prazo similar. Em fevereiro de 2017, segundo os mesmos documentos, fez outro empréstimo de curto prazo ao Futebol Clube do Porto, no valor de 1,9 milhões, a reembolsar em seis meses e com um custo de 85 mil euros – o equivalente a um juro anual de 8,8%.

Em causa estão suspeitas de fraude fiscal, falsificação de documentos e branqueamento de capitais. Este é mais um processo que tem origem nos documentos que foram tornados públicos pelo pirata informático Rui Pinto no caso Football Leaks, diz a Sábado. De acordo com a TVI, a própria verdade desportiva (nos encontros entre os dois clubes) poderá estar em causa.

LEIA AGORA
Sport TV garante canal 100% dedicado ao Euro2020 e sinal aberto com RTP, SIC e TVI
Sport TV garante canal 100% dedicado ao Euro2020 e sinal aberto com RTP, SIC e TVI
Acordo da Sport TV com RTP, SIC e TVI garante acesso aos principais 51 jogos do Euro2020 em sinal aberto para todos os portugueses. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS