Petit afirma que jogadores do Belenenses SAD terão de ter “dores de crescimento”

O treinador do Belenenses SAD, Petit, afirmou hoje que serão precisas “dores de crescimento” no início da I Liga de futebol, face à juventude existente no plantel, antes de defrontar o Marítimo, na segunda jornada.

Petit afirma que jogadores do Belenenses SAD terão de ter

Petit afirma que jogadores do Belenenses SAD terão de ter “dores de crescimento”

O treinador do Belenenses SAD, Petit, afirmou hoje que serão precisas “dores de crescimento” no início da I Liga de futebol, face à juventude existente no plantel, antes de defrontar o Marítimo, na segunda jornada.

“Estamos com seis semanas de trabalho, é normal que as equipas não estejam no seu melhor. O primeiro jogo, com o FC Porto, foi difícil para nós. Temos de nos focar no crescimento dos nossos jogadores. Estamos com uma equipa jovem e tem de haver dores de crescimento, crescer mais rápido, com personalidade e querer”, sublinhou.

Em videoconferência de imprensa de antevisão ao duelo com a equipa madeirense, Petit recordou os embates de pré-temporada contra formações como Sporting, Benfica e os italianos da Roma, bem como o duelo inaugural na I Liga, com o FC Porto, para reforçar a ideia da necessidade de fazer crescer a equipa num processo rápido.

“Estes jogadores têm de ter esse crescimento e essas dores. A pré-época fez-lhes bem, jogámos contra equipas fortes e cresceram mais depressa. Penso que foi o melhor FC Porto que apanhei nos últimos quatro anos e penso que se bateram bem. Cada jogo tem a sua história, queremos dar uma boa resposta e conseguir os três pontos”, disse.

Pela frente, agora, estará o Marítimo, uma equipa que mudou substancialmente o seu plantel para esta temporada, com 15 reforços e 16 saídas de jogadores, por enquanto, mas Petit apontou o foco para o que o Belenenses SAD poderá fazer durante a partida.

“Estas primeiras jornadas são sempre complicadas, enquanto o mercado não fecha. Estamos um pouco às escuras. Vimos o que fizeram no último jogo, mas o foco mais importante está no que trabalhámos, a nível ofensivo e defensivo, ver onde podem criar perigo e vice-versa, não fugindo às nossas dinâmicas e ideias de jogo”, explicou.

Devido à substituição do relvado do Estádio Nacional, o Belenenses SAD vai efetuar os três primeiros jogos caseiros no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, a cerca de 150 quilómetros de distância, aos quais se junta, neste encontro com a equipa insular, o horário pouco convidativo, aprazado para as 21:15 de segunda-feira.

“A administração está a fazer um esforço para poder transportar pessoas para o estádio, apesar do horário tardio”, revelou Petit, que acrescentou: “Podem ser poucos, mas também podem ser ruidosos. Espero que nos ajudem a fazer um bom jogo”.

Petit abordou ainda o mercado de transferências, numa altura em que ainda se falam de possíveis saídas de jogadores titulares, como o defesa Tomás Ribeiro ou o avançado colombiano Mateo Cassierra, com o treinador dos ‘azuis’ a realçar que existem “alvos definidos” e soluções para colmatar essas possibilidades de negócio, se necessário.

O central brasileiro Sandro é o único jogador indisponível no Belenenses SAD para o encontro diante do Marítimo, mas também seguiu viagem até Leiria com o restante plantel, que foi todo convocado, com a equipa a realizar um treino de adaptação ao relvado no final da tarde de hoje e um treino de ativação na segunda-feira de manhã.

O árbitro Cláudio Pereira, da associação de Aveiro, foi o escolhido para dirigir o encontro da segunda ronda da I Liga portuguesa de futebol entre Belenenses SAD e Marítimo, 15.º e 13.º classificados na tabela, respetivamente, ainda sem pontos.

 

DYRP // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS