Pepa quer Guimarães a “olhar” para a baliza do Moreirense de “forma constante”

O treinador Pepa afirmou hoje que o Vitória de Guimarães deve jogar com os ‘olhos’ na baliza do Moreirense e mostrar “capacidade de agredir”, para vencer o desafio da 11.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Pepa quer Guimarães a

Pepa quer Guimarães a “olhar” para a baliza do Moreirense de “forma constante”

O treinador Pepa afirmou hoje que o Vitória de Guimarães deve jogar com os ‘olhos’ na baliza do Moreirense e mostrar “capacidade de agredir”, para vencer o desafio da 11.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Apesar do desaire da ronda anterior, no reduto do Sporting (1-0), o técnico realçou que o grupo a seu cargo deve “dar continuidade” ao que tem exibido dentro do campo, sabendo que há “sempre coisas a melhorar” para chegar ao golo, quando se joga contra adversários com “linhas mais baixas e juntas”, como aconteceu na segunda parte do jogo de Alvalade.

“A equipa está bem, está confiante, ciente daquilo que tem de fazer. Acima de tudo, temos de manter esta capacidade de agredir, de olhar para a baliza adversária de forma constante, de não deixar pensar, de jogar subidos e, sempre que possível, dominar os quatro momentos do jogo”, realçou, na conferência de antevisão ao dérbi vimaranense de sábado, marcado para as 20:30, no Estádio D. Afonso Henriques.

Convicto de que a sua equipa vai estar “mais perto de ganhar” se “jogar bem”, o técnico admitiu que os seus pupilos devem ter “atenção aos equilíbrios” e ser “fortíssimos na reação à perda da bola”, já que os “momentos de transição ofensiva e defensiva” são “fundamentais” para o desfecho de um jogo de futebol.

“Temos de ter atenção às transições, mas queremos volume ofensivo e ganhar bolas altas. Depois, precisamos de muito critério para fazer os golos e ganhar os pontos”, sugeriu o treinador do sétimo classificado, com 13 pontos.

Quanto ao Moreirense, 15.º da I Liga, com oito pontos, Pepa realçou que a formação treinada por João Henriques é “forte nos corredores e nas segundas bolas”, com um “meio-campo de muita agressividade e bem povoado” e “laterais com muita projeção ofensiva”.

Questionado sobre a importância de ganhar o jogo para impedir o eventual aumento da distância para o quarto classificado, o Sporting de Braga, e o quinto, o Estoril Praia, ambos com 19 pontos, o treinador afirmou que a equipa vai “tropeçar e cair” se começar a “fazer contas” ou a “olhar para trás”.

“Temos de olhar para nós, para o jogo que vem e para os três pontos em disputa, seja contra quem for. Este é com o Moreirense, em casa. É um dérbi. Isto é uma maratona. É a tal situação: estando confiantes e a jogar bem, estamos sempre mais próximos de ganhar”, disse.

Além de confirmar que o lateral esquerdo Rafa Soares “já integrou os treinos sem limitações”, após lesão, Pepa disse ainda ser um “orgulho tremendo” as convocatórias do guarda-redes Celton Biai e dos médios Tomás Händel e André Almeida para a seleção portuguesa de sub-21, bem como as chamadas dos defesas André Amaro e Hélder Sá à equipa de sub-20 de Portugal.

O Vitória de Guimarães, sétimo classificado da I Liga, com 13 pontos, recebe o Moreirense, 15.º, com oito, em jogo da 11.ª jornada da I Liga, agendado para as 20:30 de sábado, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de Vítor Ferreira, da Associação de Futebol de Braga.

 

TYME // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS