Nacionais de ciclismo ‘downhill’ e ‘cross country’ cancelados

Os Nacionais de ‘downhill’, ‘cross country’ olímpico, de XCC e XCE, que estavam marcados para decorrer entre sexta-feira e domingo em Seia e Marrazes, foram cancelados devido ao risco de incêndio, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Nacionais de ciclismo 'downhill' e 'cross country' cancelados

Nacionais de ciclismo ‘downhill’ e ‘cross country’ cancelados

Os Nacionais de ‘downhill’, ‘cross country’ olímpico, de XCC e XCE, que estavam marcados para decorrer entre sexta-feira e domingo em Seia e Marrazes, foram cancelados devido ao risco de incêndio, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Ciclismo.

Os Campeonatos Nacionais de DHI, marcados para Seia, e de XCO, XCC e XCE, previstos para Marrazes, Leiria, foram cancelados.

“O risco de incêndio motivou o parecer negativo das entidades oficiais a ambos os eventos que deveriam realizar-se no próximo fim de semana”, pode ler-se numa nota hoje divulgada pela FPC.

Os Nacionais de ‘downhill’ estavam marcados para Seia, no distrito da Guarda, e de XCO, XCC e XCE para Marrazes, no distrito de Leiria, não tendo parecer positivo devido à situação no país.

“As duas competições serão reagendadas, prevendo-se que sejam realizadas depois de 15 de setembro, em datas a anunciar oportunamente”, adianta fonte federativa.

A única prova do calendário velocipédico ainda de pé para este fim de semana é o Grande Prémio Anicolor, marcado para domingo, uma prova de ciclismo de estrada que antecede a Volta a Portugal.

A corrida liga Fermentelos a Águeda, Aveiro, em 170,6 quilómetros.

O Governo decide hoje se prolonga a situação de alerta devido ao risco de incêndio rural, que termina às 23:59, ou se volta a ativar a contingência, que esteve em vigor até domingo durante sete dias.

Na última semana, o país enfrentou temperaturas elevadas e o dia mais quente foi 13 de julho, em que quase todos os distritos estiveram sob aviso vermelho, o mais grave emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Também foi em 13 de julho que a ANEPC registou o maior número de incêndios rurais este ano, num total de 193.

 

SIF // AMG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS