MotoGP/Portugal: Miguel Oliveira promete reagir após treinos abaixo das expectativas

O português Miguel Oliveira (KTM) assumiu-se hoje negativamente surpreendido com o desempenho da mota no primeiro dia de treinos livres do Grande Prémio do Algarve de MotoGP, mas mantém a confiança e promete reagir no sábado.

MotoGP/Portugal: Miguel Oliveira promete reagir após treinos abaixo das expectativas

MotoGP/Portugal: Miguel Oliveira promete reagir após treinos abaixo das expectativas

O português Miguel Oliveira (KTM) assumiu-se hoje negativamente surpreendido com o desempenho da mota no primeiro dia de treinos livres do Grande Prémio do Algarve de MotoGP, mas mantém a confiança e promete reagir no sábado.

O piloto natural de Almada terminou no 19.º lugar o primeiro dia de treinos livres da 17.ª e penúltima prova do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade, com o tempo de 01.40,935 minutos, a 1,545 segundos do mais rápido, o francês Fabio Quartararo (Yamaha).

“Senti a pista algo escorregadia e com a mota sem aderência. As condições foram melhorando, mas não para nós. Tentámos perceber o que fazer para melhorar. O que fizemos não ajudou e vamos tentar melhorar para amanhã [no sábado]”, afirmou Miguel Oliveira, em conferência de imprensa.

O português, vencedor da estreia do circuito algarvio em MotoGP, em 2020, admitiu que o comportamento da sua mota está a ser surpreendente, depois do desempenho na corrida anterior, em Misano, em Itália, onde caiu a cinco voltas do final da corrida, quando seguia na quarta posição, à frente de Quartararo.

“Está a ser uma surpresa, depois da corrida da semana passada. Mas não estou a perder a confiança. É um bocado frustrante, mas temos de ter calma, reagir e não desistir, procurando fazer algo para nos apresentarmos melhor amanhã de manhã”, sublinhou Oliveira, 10.º classificado do Mundial, com 92 pontos.

Os pilotos de MotoGP voltam à ‘montanha-russa’ do Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, no sábado, para mais duas sessões de treinos, às 09:55 e 13:30, antecedendo a primeira fase de qualificação, às 14:10, e a segunda, 25 minutos depois.

O Grande Prémio do Algarve, a disputar no domingo, vai ser a 17.ª corrida portuguesa, a segunda do ano, juntando-se às 16 edições do Grande Prémio de Portugal, que foi disputado entre 2000 e 2012, no autódromo do Estoril, em 1987, no circuito de Jarama, em Espanha, e em 2020 e 2021, em Portimão.

O Mundial termina em 14 de novembro, em Valência.

JP // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS