Messi torna-se recordista a solo de jogos em Mundiais, com 26

O argentino Lionel Messi tornou-se hoje o recordista a solo de jogos em Mundiais de futebol, ao somar o 26.º, face à França, na final da edição 2022, em Lusail, no Qatar.

Messi torna-se recordista a solo de jogos em Mundiais, com 26

Messi torna-se recordista a solo de jogos em Mundiais, com 26

O argentino Lionel Messi tornou-se hoje o recordista a solo de jogos em Mundiais de futebol, ao somar o 26.º, face à França, na final da edição 2022, em Lusail, no Qatar.

Com a titularidade face aos gauleses, Messi, que se estreou em campeonatos do Mundo em 2006, com 19 anos, passa a totalizar mais um encontro do que o alemão Lothar Matthäus, que liderava a tabela desde 1998.

O jogador do Paris Saint-Germain, de 35 anos, soma hoje o sétimo encontro no Qatar, onde é um dos três totalistas (570 minutos) da Argentina, juntamente com o guarda-redes Emiliano Martínez e o central benfiquista Nicolás Otamendi.

Nas anteriores edições, o argentino cumpriu três jogos em 2006 e cinco em 2010, anos em que a formação ‘albi-celeste’ caiu nos quartos de final, sete em 2014, na campanha rumo à final, e quatro em 2018, edição terminada para os sul-americanos nos ‘oitavos’.

Messi chega à final da edição de 2022 com 11 golos, sendo o melhor argentino e o sexto do ‘ranking’ dos mundiais, e oito assistências, depois de somar cinco tentos e três assistências, ambos máximos pessoais, na competição que fecha hoje no Qatar.

Com o 26.º jogo do argentino, Matthäus cai para o segundo lugar, com 25, dois em 1982, sete em 1986 e sete em 1990, edições em que jogou a final com a Argentina, perdendo a primeira (2-3) e vencendo a segunda (1-0), cinco em 1994 e quatro em 1998.

O futebolista germânico, nascido em 21 de março de 1961, representou a ‘Mannschaft’ em 150 ocasiões, nas quais obteve 23 golos, e, além do título mundial de 1990, edição em que foi o ‘capitão’, arrebatou um Europeu (1980).

O pódio encerra com outro germânico, o avançado Miroslav Klose, com 24 jogos, nos quais apontou 16 golos, que fazem dele o melhor marcador da história dos Mundiais, enquanto o italiano Paolo Maldini é quarto, com 23.

No quinto posto, surge Cristiano Ronaldo, ‘capitão’ luso no Qatar, com 22 encontros, mais um do que o alemão Uwe Seeler, o polaco Wladisaw Zmuda e o argentino Diego Armando Maradona, que Messi igualou e ultrapassou no Mundial de 2022.

O nono lugar é partilhado, desde hoje, por seis jogadores, com o francês Hugo Lloris a juntar-se ao polaco Lato, ao brasileiro Cafu, aos alemães Schweinsteiger e Lahm e ao argentino Mascherano, isolando-se como o guarda-redes com mais jogos, à frente do germânico Manuel Neuer, que soma 19.


– Jogadores com mais jogos em fases finais:
1. Lionel Messi (Argentina) 26 (2006/22)
2. Lothar Matthãus (RFA/Alemanha) 25 (1982/98)
3. Miroslav Klose (Alemanha) 24 (2002/14)
4. Paolo Maldini (Itália) 23 (1990/02)
5. Cristiano Ronaldo (Portugal) 22 (2006/22)
6. Uwe Seeler (RFA) 21 (1958/70)
. Wladyslaw Zmuda (Polónia) 21 (1974/86)
. Diego Armando Maradona (Argentina) 21 (1982/94)
9. Grzegorz Lato (Polónia) 20 (1974/82)
. Evangelista Moraes ‘Cafu’ (Brasil) 20 (1994/06)
. Bastian Schweinsteiger (Alemanha) 20 (2006/14)
. Philipp Lahm (Alemanha) 20 (2006/14)
. Javier Mascherano (Argentina) 20 (2006/18)
. Hugo Lloris (França) 20 (2010/22)

PFO // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS