Marta Soares desvaloriza saída de Carlos Vieira da corrida às eleições

Marta Soares desvaloriza saída de Carlos Vieira da corrida às eleições

O presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting, Jaime Marta Soares, desvalorizou hoje a desistência de Carlos Vieira na corrida às eleições do clube e revelou estar de “consciência tranquila”.

“Não acho que tenha havido desistência de Carlos Vieira, porque nunca me chegou às mãos um pedido para receber a lista, nem outra solicitação. Essa desistência só a ele é imputada, porque nem sequer aqui entrou nada que desse a entender a possibilidade de ele se candidatar”, afirmou Marta Soares.

LEIA MAIS: Jaime Marta Soares já recebeu a candidatura de Bruno de Carvalho

O antigo vice-presidente do Sporting Carlos Vieira anunciou hoje a saída da corrida às eleições do clube, marcadas para 08 de setembro, devido à suspensão imposta ao antigo dirigente pela Comissão de Fiscalização.

Perante as críticas da candidatura encabeçada por Carlos Vieira ao processo que originou a suspensão, Jaime Marta Soares limitou-se a dizer que “há críticas que são sustentadas pela verdade e pelo conhecimento e outras são apenas ‘fait divers'”.

“Estou de consciência tranquila. O que temos vindo a fazer está emparedado pelos estatutos e pelas leis, e temos vindo sempre a cumpri-las. O que possa ser dito nesse sentido, não tem qualquer sustentação, nem jurídica nem política”, manifestou.

Com a ‘desistência’ de Carlos Vieira, perfilam-se oito candidaturas para o ato eleitoral, designadamente Frederico Varandas, João Benedito, Pedro Madeira Rodrigues, Bruno de Carvalho, José Maria Ricciardi, José Dias Ferreira e Fernando Tavares Pereira, que já entregaram as suas listas, assim como a de Rui Jorge Rego, cuja formalização está agendada para hoje, às 17:30.

 

 


RELACIONADOS

Marta Soares desvaloriza saída de Carlos Vieira da corrida às eleições

O presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting, Jaime Marta Soares, desvalorizou hoje a desistência de Carlos Vieira na corrida às eleições do clube e revelou estar de “consciência tranquila”.