Manchester United vence Arsenal com ‘bis’ de Rashford na versão ‘Ronaldo suplente’

O Manchester United, com um ‘bis’ de Rashford e novamente com Cristiano Ronaldo a começar no banco, bateu hoje o líder Arsenal, por 3-1, e aproximou-se dos lugares da frente da Liga inglesa de futebol.

Manchester United vence Arsenal com 'bis' de Rashford na versão 'Ronaldo suplente'

Manchester United vence Arsenal com ‘bis’ de Rashford na versão ‘Ronaldo suplente’

O Manchester United, com um ‘bis’ de Rashford e novamente com Cristiano Ronaldo a começar no banco, bateu hoje o líder Arsenal, por 3-1, e aproximou-se dos lugares da frente da Liga inglesa de futebol.

Em Old Trafford, no fecho da sexta jornada, o Manchester United somou a quarta vitória seguida na prova, algo que não acontecia desde abril de 2021, e ficou mais perto dos ‘gunners’, que continuam a liderar apesar do primeiro desaire da época.

Diogo Dalot e Bruno Fernandes estiveram a tempo inteiro nos ‘red devils’, enquanto Ronaldo foi lançado aos 58 minutos para o lugar do brasileiro Antony, que assinalou a sua estreia no emblema inglês com o golo inaugural da partida, aos 35.

O internacional inglês Saka igualou a partida aos 60 minutos, mas, pouco depois, aos 66, Rashford voltou a colocar o Manchester United na frente, num lance com passe decisivo de Bruno Fernandes.

Aos 75 minutos, o avançado inglês ‘bisou’ e confirmou o triunfo dos ‘red devils’, numa altura em que Fábio Vieira já estava em campo no Arsenal (74), naquele que foi o jogo de estreia do ex-jogador do FC Porto na Premier League.

O Manchester United manteve o quinto lugar, mas agora com 12 pontos e a três do Arsenal, que chegou a Old Trafford com um inicio de Liga inglesa totalmente vitorioso.

Em crise segue o Leicester, campeão em 2015/16, com novo desaire, desta vez pesado por 5-2 no terreno do Brighton, que reforçou o estatuto de equipa surpresa neste arranque de temporada.

Os ‘foxes’, que continuam sem contar com o internacional português Ricardo Pereira devido a lesão grave, até estiverem em vantagem graças ao nigeriano Iheanacho, logo no primeiro minuto, mas a equipa da casa deu a volta pouco depois, com um autogolo de Thomas, aos 10, e um remate certeiro do equatoriano Caicedo, aos 15, com o zambiano Daka a refazer nova igualdade, aos 33.

A segunda metade pertenceu toda ao Brighton, que construiu o triunfo com um ‘bis’ do argentino Mac Allister, aos 71 e 90+5 minutos, e o belga Trossard, aos 64.

Este resultado deixa o Leicester no fundo da Premier League, apenas um ponto em seis rondas, enquanto o Brighton aparece num inesperado quarto posto, a dois do Arsenal e à frente de emblemas como Manchester United, Chelsea e Liverpool.

LG // JP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS