O desabafo de Luís Enrique sobre a morte da filha e a polémica com Robert Moreno

Luís Enrique foi, esta quarta-feira, apresentado com selecionador de Espanha.

O desabafo de Luís Enrique sobre a morte da filha e a polémica com Robert Moreno

O desabafo de Luís Enrique sobre a morte da filha e a polémica com Robert Moreno

Luís Enrique foi, esta quarta-feira, apresentado com selecionador de Espanha.

Luís Enrique foi, esta quarta-feira, apresentado com selecionador de Espanha. O técnico tinha abandonado o cargo no início do ano por motivos de força maior,  doença da filha Xana que acabaria mesmo por morrer. Na altura, o seu adjunto, Robert Moreno,  assumiu o cargo e levou a La Roja ao apuramento para a fase final do Euro 2020. Na mesma noite em que chegou ao fim a fase de apuramento, surgiu a notícia de que Luís Enrique iria regressar e Robert Moreno não aceitou o seu retorno da melhor maneira.

Esta quarta-feira, em conferência de imprensa, Luís Enrique falou abertamente sobre a morte da filha e esclareceu todas as polémicas em torno da saída de Robert Moreno.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para esta quinta-feira, 28 de novembro

«Da morte lemos muitas coisas sobre o que é a dor e o que significa»

O treinador confessou, aos jornalistas, que a força da família foi essencial para superar a perda da filha de 9 anos e que, graças a essa mesma força, conseguiu tomar a decisão de regressar ao futebol. «É curioso que todos sabemos que vamos perder seres queridos ao longo da nossa vida, mas há vários tabus à volta deste tema», começou por dizer.

«Da morte lemos muitas coisas sobre o que é a dor e o que significa este tipo de situações que por desgraça todos vamos viver. Não há uma fórmula matemática e cada um a afronta de maneira distinta, há pessoas que não querem trabalhar  nunca mais, há pessoas que querem trabalhar no dia seguinte, que preferem recordar a pessoa dia a dia e outros não. Nós estamos a tratar disto como um processo natural. Sinto-me orgulhoso pela força da minha família», sublinhou Luís Enrique.

«Roberto Moreno? Para mim foi desleal»

Ainda em conferência de imprensa, Luís Enrique abordou a polémica saída de Robert Moreno da seleção espanhola. O agora selecionador acusa o seu antecessor de ser desleal e ter de ter uma ambição desmedida.

«Sei que a atenção mediática estará no que aconteceu nos últimos meses e sinto-me obrigado a dar mais explicações do que gostaria. Não gosto de polémicas, quem me conhece sabe-o bem, mas tenho de falar disto, porque foi uma pessoa que trabalhou comigo durante muitos anos», começou por dizer.

«A única pessoa responsável por Robert Moreno não fazer parte desta equipa técnica sou eu. Não é ninguém da federação. A 12 de setembro Moreno ligou-me, foi o único dia em que tive contacto com ele. Acabou por ir a minha casa e disse-me que queria fazer o Campeonato da Europa e que depois, se eu quisesse, poderia voltar a ser meu adjunto. Compreendo a sua ambição, é uma qualidade que valorizo, mas para mim foi desleal. Eu não o faria e não quero ninguém assim na minha equipa. Em excesso, a ambição não é uma virtude, é um grande defeito», sublinhou Luís Enrique.

Texto: Joana Ferreira

LEIA MAIS
João Félix vence prémio Golden Boy
Fernando Santos eleito melhor selecionador de futebol do mundo

 

Impala Instagram


RELACIONADOS