Liga espanhola volta a insurgir-se contra calendário FIFA e interpõe novas ações legais

A Liga espanhola de futebol (LaLiga) informou hoje que vai interpor novas ações judiciais contra a decisão da FIFA em alargar em dois dias o calendário de jogos de seleções sul-americanas, em setembro e outubro.

Liga espanhola volta a insurgir-se contra calendário FIFA e interpõe novas ações legais

Liga espanhola volta a insurgir-se contra calendário FIFA e interpõe novas ações legais

A Liga espanhola de futebol (LaLiga) informou hoje que vai interpor novas ações judiciais contra a decisão da FIFA em alargar em dois dias o calendário de jogos de seleções sul-americanas, em setembro e outubro.

Em comunicado, a LaLiga revelou que o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) rejeitou “sem qualquer razão” a providência cautelar interposta pelo organismo espanhol e assegurou que “vai interpor novas ações junto das instâncias judiciais, face à decisão da FIFA de alterar o calendário de jogos internacionais”.

“Houve uma clara intenção de atentar contra a autonomia das ligas nacionais, num claro abuso dos direitos das competições”, refere a LaLiga, que esta semana já tinha criticado a “grave decisão unilateral” da FIFA, que aumentou em dois dias, para 11, o tempo em que os jogadores podem estar ao serviço das seleções sul-americanas, na ‘janela’ de jogos da qualificação para o Mundial2022, em setembro e outubro.

Desta forma, a La Liga solicitou à Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) o adiamento dos jogos Villarreal-Alavés e Sevilha-FC Barcelona, da quarta jornada do principal escalão, marcados para 11 de setembro, bem como a alteração dos horários de todos os restantes encontros dessa ronda, que se disputa logo a seguir aos jogos das seleções.

O organismo informou ainda que vai “disponibilizar voos charters aos jogadores que estejam ao serviço das seleções”, lembrando que a decisão da FIFA obrigará os atletas a “juntarem-se aos clubes apenas na sexta-feira [10 de setembro], depois de terem jogado três partidas internacionais, sendo que, muitos deles, têm partidas do campeonato no sábado e no domingo, e, por isso, não estarão em condições físicas de competir pelos respetivos clubes”.

Entretanto, a FIFA já se congratulou pela decisão do TAS, salientando que “a extensão em dois dias da janela de jogos das eliminatórias sul-americanas, ao invés dos três solicitados” pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) foi determinada “pelos órgãos competentes da FIFA, após consultarem os principais interessados e tendo em consideração toda a conjuntura atual, em particular as consequências decorrentes da pandemia de covid-19 e a defesa dos jogadores”.

“Esta deliberação do TAS valida a legalidade da decisão da FIFA e refuta por completo os argumentos apresentados pela Liga espanhola de futebol. Desta forma, espera-se que a dispensa dos jogadores para os próximos jogos das eliminatórias sul-americanas decorra de acordo com a legalidade e legitimidade conferidas pelo TAS à decisão da FIFA”, observou o organismo que tutela o futebol mundial.

Os próximos jogos da qualificação sul-americana para o Mundial2022 vão decorrer entre quinta-feira e 10 de setembro, ao contrário do que sucede, por exemplo, na qualificação europeia, cujos jogos vão realizar-se entre quarta-feira e 08 de setembro.

MO // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS