Libertadores: Adeptos da equipa de Abel Ferreira esperam vitória em final difícil

Adeptos do Palmeiras, dirigido pelo técnico português Abel Ferreira, reconheceram hoje o favoritismo do rival Flamengo, mas confiam numa vitória difícil hoje na final da Taça Libertadores de futebol.

Libertadores: Adeptos da equipa de Abel Ferreira esperam vitória em final difícil

Libertadores: Adeptos da equipa de Abel Ferreira esperam vitória em final difícil

Adeptos do Palmeiras, dirigido pelo técnico português Abel Ferreira, reconheceram hoje o favoritismo do rival Flamengo, mas confiam numa vitória difícil hoje na final da Taça Libertadores de futebol.

Em frente ao estádio do Palmeiras, em São Paulo, milhares de pessoas iam-se concentrando antes da partida, que está a ser disputada hoje em Montevideu, capital do Uruguai.

Kaio Vinícius Muniz de Paulo, de 27 anos, disse acreditar que será um jogo muito difícil, mas que o Palmeiras vai ganhar por 1-0.

“Acho que o Flamengo é apontado como favorito, mas o Abel Ferreira é um cara muito estudioso e ele nos ajudará a ganhar. Palmeiras em 2020 era favorito, hoje é o Flamengo. Eles acham que já ganharam e isto vai nos ajudar”, disse à Lusa.

O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, procura hoje, diante do Flamengo, revalidar o título de campeão da Taça Libertadores de futebol, numa final 100% brasileira e protagonizada pelos dois últimos vencedores do troféu sul-americano.

O jogo acontecerá no Estádio Centenário, em Montevideu, no Uruguai, que volta a ser o palco de nova decisão continental, com a formação paulista, vencedora em 2020, a defrontar os cariocas, que ergueram o troféu em 2019, então sob o comando do português Jorge Jesus.

Esta é a sexta presença dos palmeirenses na final da Libertadores, a qual conquistaram em 1999, frente ao Deportivo de Cali, e 2020, perante o Santos, ao passo que os ‘rubro-negros’, liderados por Renato Gaúcho, vão disputar a decisão da competição pela terceira vez, tendo vencido as duas anteriores em que participaram, em 1981, face ao Cobreloa, e 2019, com o River Plate.

O conjunto do Rio de Janeiro, que ainda acalenta – poucas – esperanças na revalidação do título brasileiro, vai procurar, em Montevidéu, juntar a ‘Copa’ Libertadores ao título carioca e à Supertaça brasileira já conquistados esta temporada, contando, para isso, com um plantel mais vasto e com reconhecidas individualidades, mais até do que o Palmeiras.

Karen Cristina Francisco, de 23 anos, também espera uma vitória apertada da equipa branca e verde.

“O Palmeiras vai ganhar por 1-0 porque a equipa está preparada. Será um jogo difícil, mas o bicampeonato será nosso. Os ensinamentos do técnico serão decisivos”, garantiu a adepta à Lusa.

Mais otimista, Alexandre Martins, de 27 anos, espera um resultado de 3-0 para o Palmeiras.

“Não será um jogo fácil, mas a nossa confiança está lá em cima. O favoritismo está com o Flamengo, mas assim é melhor. Eles são favoritos e nós seremos campeões”, projetou o adepto do Palmeiras.

Ao longo do torneio, a equipa ‘branco e verde’ ficou na primeira posição do grupo A, que contava também com a equipa argentina Defensa y Justicia, os equatorianos do Independiente Del Valle e o peruano Universitário. O Palmeiras somou 15 pontos na fase de grupos, com cinco vitórias e apenas uma derrota.

Nos oitavos de final, a equipa de Abel Ferreira teve mais dificuldade para avançar, vencendo o Universidad Católica do Chile, duas vezes, por 1-0.

Na ronda seguinte, a equipa encontrou os também brasileiros do São Paulo, que empatou a um em casa, com o Palmeiras a assegurar o apuramento com uma vitória por 3-0 no seu terreno.

O golo fora marcado no terreno do Atlético Mineiro (1-1), acabou por ser decisivo para a qualificação ‘auriverde’ para a final.

A final da 62.ª edição da Taça Libertadores tem início marcado para as 17:00 (20:00 em Lisboa), no Estádio Centenário, em Montevideu.

CYR (MO) // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS