LE: Sá Pinto quer concentração máxima para vencer adversário “cínico”

O treinador do Sporting de Braga, Ricardo Sá Pinto, defendeu hoje que a concentração vai ser a chave do jogo com o Slovan Bratislava, na quinta-feira, da segunda jornada do grupo K da Liga Europa de futebol.

LE: Sá Pinto quer concentração máxima para vencer adversário

LE: Sá Pinto quer concentração máxima para vencer adversário “cínico”

O treinador do Sporting de Braga, Ricardo Sá Pinto, defendeu hoje que a concentração vai ser a chave do jogo com o Slovan Bratislava, na quinta-feira, da segunda jornada do grupo K da Liga Europa de futebol.

“Não nos desequilibrarmos nunca, é proibido alimentarmos a esperança a este adversário. que vai estar à espera da sua oportunidade, a chave vai ser a concentração ao longo de todo o jogo”, afirmou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

As duas equipas lideram o grupo, com três pontos, depois de o Sporting de Braga ter ido a Inglaterra vencer o Wolverhampton por 1-0 e de os eslovacos baterem, em casa, os turcos do Besiktas por 4-2.

“O Slovan Bratislava não surpreendeu só na primeira jornada, também ao eliminar o PAOK [no ‘play-off’ da Liga Europa]. Não estamos a falar de uma equipa qualquer, é o campeão da Eslováquia e atual primeiro classificado. Tem um estilo de jogo difícil de parar, dá iniciativa ao adversário para construir e joga no erro, são muito fortes no contra-ataque rápido, estamos à espera de uma equipa cínica”, disse.

Se vencer na quinta-feira, o Sporting de Braga estabelece um novo recorde do clube de seis triunfos consecutivos na Europa, mas, para Sá Pinto, esse facto, “mais do que uma responsabilidade, é um estímulo, uma motivação extra”.

“Era bonito ficar na história do Braga, temos uma oportunidade que queremos aproveitar, sem estarmos obcecados por isso. Queremos é fazer um jogo completo, ganhar o jogo e manter a nossa baliza a zero”, disse.

Ricardo Sá Pinto descartou ainda a ideia de haver um favorito: “Antigamente, o fator casa tinha mais preponderância, não acho que haja favoritos, há duas equipas que estão em primeiro lugar e querem vencer”.

Os bracarenses vêm de uma vitória ‘suada’ em Portimão, por 1-0, quebrando o jejum de triunfos no campeonato que vinha desde a primeira jornada, mas para o treinador a equipa merecia mais pontos e outra classificação.

“Em termos de rendimento, temos sido superiores a todos os nossos adversários, menos um, não temos os pontos que merecíamos ter e, no mínimo, merecíamos estar no quarto lugar”, disse.

O técnico pediu também eficácia à sua equipa e o avançado Paulinho, autor do golo da vitória diante do Portimonense, partilhou a importância desse fator.

“Temos que ser eficazes, ainda para mais numa prova como esta, em que as equipas são todas boas e equilibradas, se marcarmos primeiro é sempre bom”, afirmou.

Para o jogador, “a estratégia é coletiva e os avançados têm que ter esse compromisso defensivo e ajudar toda a equipa”.

Paulinho lembrou que, na época passada, lesionou-se no último jogo da pré-temporada e ficou de fora cerca de dois meses.

“Quando voltei, a equipa já estava rotinada com outros jogadores e a vencer e assim é difícil mexer. Espero voltar ao nível da primeira época”, disse.

Em diferentes estados de recuperação das respetivas lesões, Tiago Sá, Raul Silva, Tormena, Wallace e Wilson Eduardo estão fora das opções.

Sporting de Braga e Slovan de Bratislava lideram o grupo K com três pontos e defrontam-se às 17:55 de quinta-feira, em jogo que será arbitrado pelo suíço Adrien Jaccottet.

GYS // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS