LE: Bruno Lage confirma poupanças na Turquia e afasta sentimento de

LE: Bruno Lage confirma poupanças na Turquia e afasta sentimento de “euforia”

O treinador do Benfica, Bruno Lage, admitiu hoje ter poupado Jonas, Pizzi e Grimaldo para o embate com o Galatasaray, da Liga Europa de futebol, e negou qualquer tipo de euforia resultante da goleada ao Nacional (10-0).

“Ficaram de fora apenas por opção. A época é longa e eles fizeram algo diferente ao longo destes dois meses. Foram meses muito carregados e estamos envolvidos em três competições. Esses três jogadores ficaram em casa, mas temos um plantel que nos oferece totais garantias”, afirmou o técnico na antevisão do jogo de quinta-feira, da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

Lage, que se vai estrear nas competições europeias, considerou que “os meses de dezembro e janeiro foram muito carregados”, com jogos “de três em três dias”, e salientou que a equipa técnica toma decisões em “função de diversos fatores”.

“Por exemplo, no segundo jogo com o Sporting [para a Taça de Portugal] fizemos gestão com o Rafa e com o nosso capitão. Ele [Jardel] tinha indicação para nos alertar imediatamente, caso sentisse algo. Temos atenção ao esforço dos atletas, ao historial de lesões, à idade, às viagens, à forma de recuperar. São tudo pontos que nos levam a tomar determinadas decisões”, referiu.

Mesmo admitindo que “não tem havido muito tempo para treinar”, Bruno Lage assegurou que as ‘águias’ querem entrar em campo “com enorme confiança e com a mesma qualidade” que têm demonstrado “em Portugal”.

“O Galatasaray tem uma grande equipa, um enorme treinador e joga num estádio fantástico. Temos uma equipa com jogadores que têm muitos jogos internacionais. Já tive oportunidade de assistir ao vivo a jogos aqui, na Turquia, com apoio máximo à equipa da casa, mas os grandes jogadores gostam de jogar nestes ambientes”, vincou.

Com a recente goleada histórica ao Nacional (10-0) bem fresca na memória, o técnico foi perentório a afastar qualquer tipo de euforia no seio da equipa da Luz.

“Euforia porquê?”, começou por questionar, reforçando: “Tem se falado muito do último jogo, mas, antes disso, já vínhamos numa sequência muito boa. Já tínhamos ganhado ao Vitória de Guimarães e ao Sporting.”

O treinador, de 42 anos, que substituiu Rui Vitória no comando do Benfica em dezembro, confessou que a estreia nas competições europeias “será um marco importante” na sua carreira, embora tenha relegado a questão para segundo plano.

Na conferência de imprensa, Lage acabou por abordar também a possível interdição do Estádio da Luz por quatro jogos, pelo apoio prestado a claques não legalizadas.

“É algo que não consigo controlar. A direção respondeu a essa questão. Queremos muito jogar na nossa casa, no Estádio da Luz, mas jogamos em qualquer estádio se não houver Estádio da Luz. Os sócios vão encher qualquer estádio”, transmitiu.

Benfica e Galatasaray jogam na quinta-feira, a partir das 17:55, em Istambul, num encontro que será dirigido pelo espanhol Jesús Manzano.

MO // NFO

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

LE: Bruno Lage confirma poupanças na Turquia e afasta sentimento de “euforia”

O treinador do Benfica, Bruno Lage, admitiu hoje ter poupado Jonas, Pizzi e Grimaldo para o embate com o Galatasaray, da Liga Europa de futebol, e negou qualquer tipo de euforia resultante da goleada ao Nacional (10-0).