LC: Sérgio Conceição admite algumas mudanças frente ao Galatasaray

LC: Sérgio Conceição admite algumas mudanças frente ao Galatasaray

O treinador do FC Porto admitiu hoje “mudar algumas nuances” na sua equipa, devido às ausências de Aboubakar e Soares, na partida frente ao Galatasaray, quarta-feira, da segunda jornada do Grupo D da Liga dos Campeões de futebol.

O técnico lamentou a ausência do avançado camaronês, que recentemente se lesionou com gravidade, e do atacante brasileiro, que não foi inscrito para esta fase da competição, mas considerou que as opções do plantel lhe dão “boas garantias”.

“O Aboubakar é uma referência para o nosso ataque, tal com o Soares. Mas não estando eles, estão outros. Não podemos chorar sobre algo que não temos. Tenho de contar com todos os disponíveis, e que são importantes. Poderá mudar uma ou outra nuance do jogo, mas é para isso que um treinador é pago, para trabalhar os jogadores que tem à disposição”, garantiu Sérgio Conceição.

O técnico dos ‘dragões’ lembrou que Marega faz “movimentos diferentes” na frente, e vincou que André Pereira e Adrián López também “são boas opções”.

“Gostava de ter todos aptos, mas tenho jogadores no plantel principal que me dão garantias. Temos, também, um conhecimento grande da equipa B e estou em comunicação com treinador, com Rui Barros, e quando acharmos que um jogador possa ser interessante para fazer parte, fará”, disse Sérgio Conceição.

O treinador do FC Porto quis vincar, na antevisão a este jogo, a união do seu grupo, lembrando a última vitória, frente a Tondela (1-0), e outros momentos de partilha entre o plantel, nomeadamente após a lesão do Aboubakar.

“O contexto emocional da semana foi muito positivo. Tivemos o jogo com o Tondela que se aproximou do que quero, apesar do golo aos 85 minutos. Os jogadores ficaram moralizados, mesmo sabendo que temos de melhorar alguns momentos, nomeadamente na finalização”, disse treinador.

Sérgio Conceição acrescentou ainda que “a festa dos Dragões de Ouro foi bonita, motivo de orgulho”, e deu à equipa uma “moral acima da média”.

“Depois, juntámo-nos todos no momento de dor do Aboubakar. A prova foi ir visitá-lo à meia noite (ao Hospital). O segurança abriu-me a porta e tive de o acordar. Ele ficou um bocado assustado (risos). Se as coisas correrem bem neste jogo, vamos dedicar-lhe a vitória”, completou.

Sobre o adversário turco, Sérgio Conceição falou numa equipa “recheada de valor, com experiência e maturidade”, não acreditando que o Galatasaray se vá intimidar a jogar no Dragão.

“E importante ganhar. Vamos jogar contra o primeiro classificado de um grupo muito equilibrado. Temos a responsabilidade de representar o FC Porto e dar uma boa resposta. É importante conquistar os três pontos”, analisou o treinador.

Questionado se a condição de anfitrião confere algum favoritismo à sua equipa, Sérgio Conceição foi pragmático, esperando, sobretudo, o apoio do público.

“Hoje em dia, já não se sente esse fator de jogar em casa ou fora, porque as equipas conhecem-se bem. Claro que jogar em casa, com apoio do nosso público, é uma força e motivação extra. O que será essencial é contarmos com presença da ‘maré azul'”, apelou o treinador ‘azul e branco’.

O FC Porto, segundo classificado do Grupo D, com um ponto, recebe quarta-feira, na segunda jornada, os turcos do Galatasaray, primeiros, com três, num jogo agendado para as 20:00, que terá arbitragem do inglês Michael Oliver.

JPYG/JYA // PFO

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

LC: Sérgio Conceição admite algumas mudanças frente ao Galatasaray

O treinador do FC Porto admitiu hoje “mudar algumas nuances” na sua equipa, devido às ausências de Aboubakar e Soares, na partida frente ao Galatasaray, quarta-feira, da segunda jornada do Grupo D da Liga dos Campeões de futebol.