LC: Schmidt avisa que é obrigação do Benfica fazer a melhor exibição possível

O treinador do Benfica avisou hoje que é uma obrigação fazer a melhor exibição possível na visita ao Maccabi Haifa, na sexta jornada da Liga dos Campeões de futebol, apesar de já estar apurado para os ‘oitavos’.

LC: Schmidt avisa que é obrigação do Benfica fazer a melhor exibição possível

LC: Schmidt avisa que é obrigação do Benfica fazer a melhor exibição possível

O treinador do Benfica avisou hoje que é uma obrigação fazer a melhor exibição possível na visita ao Maccabi Haifa, na sexta jornada da Liga dos Campeões de futebol, apesar de já estar apurado para os ‘oitavos’.

Roger Schmidt fez a antevisão do encontro, no Seixal, antes de viajar com a equipa para Israel, e admitiu que todo o grupo está “feliz por já estar apurado para a fase de eliminatórias”, mas lembrou que o primeiro lugar no grupo H está em aberto, entre outras “boas razões para fazer mais um bom jogo”.

“Temos os mesmos pontos que o Paris [Saint-Germain] e ambos temos jogos difíceis fora. É a Liga dos Campeões e tentamos fazer sempre o melhor. Na verdade, em todos os jogos, mas especialmente na ‘Champions’, é uma obrigação mostrar a melhor performance e mentalidade”, frisou o técnico alemão.

O Benfica, no entanto, vai encontrar uma equipa com um “futebol corajoso, ativo, com muita intensidade”, que foi “muito difícil” de vencer no Estádio da Luz, na primeira volta, e que, além disso, ainda tem “um objetivo claro”.

“Ainda podem qualificar-se para a Liga Europa, por isso, temos de esperar a melhor motivação deles, o melhor ambiente e temos de estar preparados. Vai ser um jogo difícil para nós, mas, independentemente disso, queremos mostrar a nossa qualidade, fazer um bom jogo e ganhar”, vincou Schmidt.

Na quarta-feira, frente aos israelitas, o treinador não vai poder contar com Enzo Fernández, “um jogador que já é importante” para a equipa e que cumpre castigo por acumulação de cartões amarelos, mas lembrou que “outros jogadores já mostraram que têm qualidade para manter a equipa a jogar da mesma forma”.

“O Fredrik [Aursnes] também já mostrou que pode jogar muito bem nesta posição, o Tino [Florentino] está muito bem nesta posição, temos o Paulo Bernardo, outras opções. É pena, porque gosto de ter o Enzo em campo, dá-me sempre boas sensações, mas temos outros jogadores que também podem jogar ao melhor nível”, desvalorizou o técnico.

E precisamente Aursnes, o primeiro nome lembrado pelo técnico para ocupar a posição do médio argentino, esteve sentado ao lado de Schmidt e garantiu que gosta de jogar tanto sobre o lado esquerdo, como tem sido mais habitual no Benfica, como na posição central do meio-campo.

“Como jogador sou um bom polivalente e posso cumprir nas duas posições. Tento fazê-lo da minha forma, talvez não seja o clássico extremo, mas gosto de ambas as posições, sinceramente”, admitiu o norueguês.

O Benfica visita o Maccabi Haifa na quarta-feira, em encontro da sexta jornada do grupo H da Liga dos Campeões com início marcado para as 20:00, no Estádio Sammy Ofer, em Haifa, e arbitragem do inglês Anthony Taylor.

A equipa orientada por Roger Schmidt já está apurada para os oitavos de final e ocupa o segundo lugar do grupo, com os mesmos 11 pontos que o líder, o Paris Saint-Germain, equipa que visita a Juventus.

Para vencer o grupo, o Benfica precisa de conseguir, em Israel, um resultado melhor do que os franceses, em Turim, ou de recuperar de uma desvantagem de quatro golos na diferença entre golos marcados e sofridos.

SYL // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS