Governo britânico quer investigação aos incidentes com adeptos na final da Champions

O governo britânico disse hoje estar “extremamente dececionado” com o tratamento dado aos adeptos ingleses na final da Liga dos Campeões de futebol, e pediu uma investigação completa.

Governo britânico quer investigação aos incidentes com adeptos na final da Champions

Governo britânico quer investigação aos incidentes com adeptos na final da Champions

O governo britânico disse hoje estar “extremamente dececionado” com o tratamento dado aos adeptos ingleses na final da Liga dos Campeões de futebol, e pediu uma investigação completa.

“Os adeptos merecem saber o que se passou”, disse o porta-voz do gabinete do primeiro-ministro, Boris Johnson, exortando a UEFA e as autoridades francesas a trabalharem em estreita colaboração numa investigação. O gabinete de Downing Street, residência oficial do primeiro-ministro britânico, adiantou que foram muitos os adeptos que viajaram para Paris, de modo a apoiarem o Liverpool na final da Champions, e que o sentimento é de deceção na forma como foram tratados.

Para ler depois
Pelo menos 243 menores foram mortos na guerra da Ucrânia
Pelo menos 243 menores morreram na Ucrânia desde que a invasão russa começou, em 24 de fevereiro, informou hoje a procuradoria-geral do país, segundo as agências de notícias locais (… continue a ler aqui)

Já hoje, as autoridades francesas justificaram o caos no acesso no sábado ao Estádio de França, em Saint-Denis, que chegou a atrasar em mais de meia hora o início da final, devido à desorganização que permitiu uma “fraude maciça”. Os franceses alegam que milhares de adeptos do Liverpool viajaram para Paris sem bilhete ou com bilhetes falsificados. A final da Champions, disputada em Saint-Denis, na periferia norte de Paris, e ganha no sábado pelo Real Madrid contra o Liverpool (1-0), foi marcada por um cenário de caos em volta do estádio, mas sem feridos graves a lamentar.

Antes do jogo, havia grupos de jovens e de adeptos de futebol locais não identificados nas imediações do estádio, dezenas dos quais tentaram entrar à força no recinto, escalando barreiras para o conseguir. A polícia interveio, dispersando a multidão com gás lacrimogéneo, lamentando depois que “famílias possam ter sido indiretamente atingidas”, e referindo que as tentativas de intrusão ou de utilização de bilhetes falsos foram “na generalidade” feitas por “adeptos ingleses”, mas “também, sem dúvida, com alguns parisienses e residentes de Saint-Denis”.

Impala Instagram


RELACIONADOS