Benfica “corajoso” pode ganhar a qualquer adversário (Roger Schmidt)

O treinador Roger Schmidt disse hoje acreditar que um Benfica “corajoso” pode vencer todos os adversários, nomeadamente na quarta-feira na visita à Juventus, a quem atribui o “favoritismo” no jogo do grupo H da Liga dos Campeões de futebol.

Benfica

Benfica “corajoso” pode ganhar a qualquer adversário (Roger Schmidt)

O treinador Roger Schmidt disse hoje acreditar que um Benfica “corajoso” pode vencer todos os adversários, nomeadamente na quarta-feira na visita à Juventus, a quem atribui o “favoritismo” no jogo do grupo H da Liga dos Campeões de futebol.

“Acreditamos que podemos ganhar a qualquer adversário, se tivermos coragem e se a estratégia resultar. Assim, vai ser difícil para qualquer formação defrontar o Benfica. A ver o que vamos conseguir com esta mentalidade”, disse o alemão. O Benfica, que superou o Maccabi Haifa por 2-0, reparte o comando da ‘poule’ com o Paris Saint-Germain, que bateu a Juventus por 2-1 na primeira jornada.

“A Juventus tem uma equipa imensa a nível europeu, tal como o Benfica. Se considerarmos a história e o lado financeiro, o Benfica não pode ser favorito. É verdade que eles não estão num bom momento, contudo temos de respeitar as suas qualidades”, advertiu o germânico. Schmidt assume que vai ser um “jogo difícil por causa da qualidade do adversário, dos seus jogadores e da experiência do treinador”, pelo que os ‘encarnados’ não vão “subestimar” a ‘vecchia signora’ pelo facto desta estar a “vacilar um pouco no campeonato” italiano, no qual é oitava com 10 pontos, à sexta jornada.

“Em Paris mostraram que podem estar ao nível do melhor que há no futebol europeu, mas acreditamos em nós mesmos e veremos que resultado será possível. Não seremos favoritos, pois quando jogas em casa da Juventus nunca o és. Ainda assim, queremos estar no nosso melhor para jogar bem e ganhar. Se não for possível, tentar pelo menos um ponto”, assumiu.

O técnico do Benfica reconhece que os italianos têm sentido algumas limitações devido a lesões, contudo elogia o facto de os rivais já terem mostrado que “são capazes de atuar em várias abordagens táticas”. “Temos de respeitar o adversário, porém acho que é fundamental que joguemos o nosso jogo e que acreditemos na nossa estratégia. Podemos fazer uma partida de alto nível”, acrescentou.

Roger Schmidt espera grande equilíbrio no grupo, acreditando que no fim da quinta de seis jornadas poderá estar ainda tudo por decidir. Juventus e Benfica defrontam-se quarta-feira em Turim a partir das 20:00, na segunda jornada da ‘poule’ em que ‘encarnados’ e parisienses somam três pontos, enquanto transalpinos e israelitas ainda estão a zeros.

Impala Instagram


RELACIONADOS