Koeman diz que Holanda está hoje mais próxima da Inglaterra

O selecionador Ronald Koeman disse hoje que a Holanda evoluiu muito desde que assumiu a liderança da equipa e está hoje mais próxima da Inglaterra, seleção que vai defrontar na quinta-feira, para a Liga das Nações de futebol.

Koeman diz que Holanda está hoje mais próxima da Inglaterra

Koeman diz que Holanda está hoje mais próxima da Inglaterra

O selecionador Ronald Koeman disse hoje que a Holanda evoluiu muito desde que assumiu a liderança da equipa e está hoje mais próxima da Inglaterra, seleção que vai defrontar na quinta-feira, para a Liga das Nações de futebol.

O treinador holandês realçou que a ‘laranja mecânica’, seleção que assumiu em fevereiro de 2018, quando já estava arredada do mundial da Rússia, tem evoluído muito desde então, com um “núcleo duro” de “jogadores jovens”, mais equiparado ao adversário de quinta-feira, em Guimarães – a Holanda perdeu o último jogo contra os britânicos, num particular, em março de 2018 (1-0).

“Eles [Inglaterra] têm muitos talentos, uma vasta gama de escolhas, jogadores muito fortes, à altura de várias situações. Não são número quatro no ranking da FIFA por acaso, mas penso que hoje estamos mais próximos deles do que nessa altura [em que jogámos pela última vez]”, afirmou, na conferência de imprensa realizada no Estádio D. Afonso Henriques, palco do jogo.

De regresso a Portugal após ter sido treinador do Benfica, em 2005/06, Koeman acrescentou que a equipa “mais tecnicamente evoluída” e com “mais poder físico” tem mais probabilidades de vencer.

O técnico, de 56 anos, frisou ainda que o crescimento da sua seleção, que chegou à fase final da Liga das Nações após o primeiro lugar no grupo A, à frente da França e da Alemanha, resulta não só da “qualidade dos jogadores” como da crescente “organização do seu sistema de jogo” e comparou-o com a evolução que a Inglaterra tem conseguido debaixo da orientação do treinador Gareth Southgate.

Acompanhado pelo central e capitão de equipa, Virgil van Dijk, o selecionador da Holanda reconheceu ainda que é importante contar na equipa com vencedores da Liga dos Campeões – além do defesa, de 27 anos, também o médio Georginio Wijnaldum conquistou o título pelo Liverpool.

Koeman considerou, aliás, que os títulos são muito importantes para Van Dijk chegar ao topo do futebol, apesar de ter reconhecido que não será fácil para o jogador ganhar eventualmente o prémio de melhor jogador do mundo, em 2018, em virtude da posição que ocupa no terreno.

“É um dos melhores defesas do mundo. O melhor jogador é o Messi. Um defesa raramente tem a oportunidade de ganhar esse título, pois regra geral são os avançados que os ganham”, afirmou.

O treinador considerou ainda que a Liga das Nações conseguiu destacar-se dos jogos amigáveis na sua primeira edição, tendo realçado que a sua seleção encarou sempre a prova com “grande seriedade”, quer nos treinos, quer nos jogos.

A seleção da Holanda defronta a Inglaterra às 19:45 de quinta-feira, em jogo das meias-finais da Liga das Nações, a ser disputado no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

TYME // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS