Juventude Leonina: «Não é com guerras entre presidente e jogadores que as coisas se resolvem»

Juventude Leonina, a claque mais antiga do Sporting, reagiu à crise em Alvalade

Após dois dias de polémica, a Juventude Leonina, a claque mais antiga do clube dos verdes e brancos, reagiu à crise que se instalou em Alvalade.

LEIA MAIS: Jorge Jesus fala sobre crise no Sporting: «Não houve nota nenhuma de suspensão»

A claque leonina emitiu um comunicado, através das redes sociais, onde relembra que não apoia «um presidente, um treinador ou um jogador», mas sim «o grande Sporting Clube de Portugal».

A Juveleo salientou que «o património do clube» são «os sócios» e reforçou que conflitos entre presidentes e jogadores não devem ser resolvidos «com guerras de comunicados, mas sim «no seio da família leonina».

A claque com 42 anos de existência exigiu que todos os que representem o Sporting «honrem e dignifiquem um clube centenário» e deixou um aviso:

«A Juventude Leonina estará atenta e não irá permitir que ninguém ponha em causa o nome e imagem do Sporting Clube de Portugal.»

Para terminar, a claque garantiu que estará em força no jogo deste domingo contra o Paços de Ferreira e pede o respeito de todos em Alvalade.

 


RELACIONADOS