José Mota espera que fator casa favoreça o Paços de Ferreira diante do Marítimo

O treinador do Paços de Ferreira, José Mota, disse hoje esperar que o fator casa jogue a favor dos pacenses, advertindo para o valor do Marítimo, num jogo “muito importante” da 11.ª jornada da I Liga de futebol.

José Mota espera que fator casa favoreça o Paços de Ferreira diante do Marítimo

José Mota espera que fator casa favoreça o Paços de Ferreira diante do Marítimo

O treinador do Paços de Ferreira, José Mota, disse hoje esperar que o fator casa jogue a favor dos pacenses, advertindo para o valor do Marítimo, num jogo “muito importante” da 11.ª jornada da I Liga de futebol.

Na conferência de antevisão ao jogo de sexta-feira, de abertura da 11.ª ronda do campeonato, José Mota destacou a importância de “pensar em vencer”, face a um adversário que “pensa o mesmo” e “vem com todas as armas”.

“Temos de pensar em vencer, sabendo que o Marítimo pensa o mesmo que nós. Jogamos no nosso estádio e isso tem de ser uma força anímica muito forte. Temos de perceber onde estamos inseridos, o que é jogar à Paços. Todos nós estamos desejosos de vitórias. Será um jogo muito importante, mas temos de estar de sobreaviso sobre o valor do adversário. Vêm com todas as armas e temos de os saber contrariar, disse José Mota.

O Paços de Ferreira ainda não venceu esta época e vive um momento difícil, mas José Mota mantém a esperança e acredita ser possível dar a volta ao texto.

A nossa tarefa é difícil, todos nós temos a responsabilidade de encarar este ciclo, percebendo as dificuldades, e devemos ter a capacidade de dar a volta a este momento menos bom. A partir daí, podemos tornar-nos mais fortes. Neste tempo que aqui estamos, falámos com todo o grupo, para perceber e delinear o caminho”, sublinhou.

O técnico pacense tem mais opções para defrontar o Marítimo, a começar pelos regressos de Matchoi e Gaitán, mas não abriu o jogo sobre eventuais mudanças.

“Já tenho mais opções. Para um treinador é sempre excelente contar com jogadores que podem ajudar a dar um novo rumo ao jogo. Temos de reforçar o aspeto anímico e o que sentimos que temos de melhorar. Não queremos sofrer golos em todos os jogos, pois perde-se mais vezes quando isso acontece. É essa a mensagem que temos de introduzir”, concluiu.

O guarda-redes Vekic, titular em Famalicão na última jornada (derrota por 2-1), e João Vigário, ambos por lesão, são as mais recentes baixas, numa lista de indisponíveis que mantém Luiz Carlos afastado dos relvados.

Na tabela, as duas equipas ocupam os lugares de descida direta, a sete pontos da primeira equipa em zona de segurança, sendo o Paços de Ferreira 17.º e penúltimo, com os mesmos dois pontos do último classificado Marítimo.

As duas equipas defrontam-se no estádio Capital do Móvel, na sexta-feira, às 20:15, num jogo que terá arbitragem de André Narciso, da associação de Setúbal.

CYA // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS