Jorge Simão diz que Paços de Ferreira tem de fazer mais do que o Marítimo

O treinador do Paços de Ferreira, Jorge Simão, definiu hoje como prioridade fazer mais do que o Marítimo, contrariando a estratégia do novo técnico Vasco Seabra, no jogo da 12.ª jornada da I Liga de futebol, no domingo.

Jorge Simão diz que Paços de Ferreira tem de fazer mais do que o Marítimo

Jorge Simão diz que Paços de Ferreira tem de fazer mais do que o Marítimo

O treinador do Paços de Ferreira, Jorge Simão, definiu hoje como prioridade fazer mais do que o Marítimo, contrariando a estratégia do novo técnico Vasco Seabra, no jogo da 12.ª jornada da I Liga de futebol, no domingo.

Jorge Simão confidenciou não existirem segredos entre os dois técnicos, um conhecimento que ficou desde a sua anterior passagem pelo Paços (Vasco Seabra treinava os juniores), apesar das dúvidas sobre a forma como o Marítimo irá a jogo.

“Este será o primeiro jogo do Vasco (Seabra) no Marítimo e ainda tenho algumas incertezas em termos da ideia de jogo que irá apresentar. Foi esse fator que marcou a nossa semana de preparação. Por isso, temos de nos focar no que queremos e fazer mais do que o adversário poderá fazer”, disse Jorge Simão, na conferência de antevisão.

O jogo marca ainda o regresso do Marítimo aos Barreiros, após várias semanas de ausência devido ao mau estado do relvado, sendo este outro fator de preocupação entre os pacenses.

“(O relvado) É um fator em consideração. Estamos precavidos para as dificuldades que o relvado pode colocar. É verdade que não tem estado muito regular e, por isso, temos de estar precavidos para este aspeto”, sublinhou o técnico, desejoso de “assumir o jogo com bola” e poder ver, depois, “capacidade em a recuperar”.

Sobre as opções para o regresso do campeonato, Simão abriu uma exceção e confirmou o médio Rui Pires no ‘onze’.

“O Rui vai jogar amanhã (domingo). Chegou a não ser convocado comigo, teve um número considerável de jogos sem sair do banco, aqueceu em alguns e não entrou, mas nunca vi da parte do Rui uma manifestação de desagrado e continuou a lutar pelo que queria e foi tendo exibições cada vez mais consistentes”, argumentou.

O guarda-redes Jordi e o defesa esquerdo João Vigário continuam a recuperar de lesão e vão ficar de fora das opções e da comitiva que segue hoje viagem para a Madeira 

Na tabela, o Paços ocupa o 11.º lugar, com 11 pontos, enquanto o Marítimo está no 17.º e penúltimo lugar, em zona de descida, com sete.

As duas equipas vão defrontar-se no estádio do Marítimo, no domingo, às 15:30, num jogo que terá arbitragem de Cláudio Pereira, da associação de Aveiro.

CYA // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS