Ítalo, Toledo, John John e Colapinto na luta pelo título em Supertubos

Os surfistas brasileiros Ítalo Ferreira e Filipe Toledo, o havaiano John John Florence, e o norte-americano Griffin Colapinto venceram hoje as respetivas baterias nos ‘quartos’ do MEO Pro Portugal, e vão disputar as meias-finais na Praia de Supertubos.

Ítalo, Toledo, John John e Colapinto na luta pelo título em Supertubos

Ítalo, Toledo, John John e Colapinto na luta pelo título em Supertubos

Os surfistas brasileiros Ítalo Ferreira e Filipe Toledo, o havaiano John John Florence, e o norte-americano Griffin Colapinto venceram hoje as respetivas baterias nos ‘quartos’ do MEO Pro Portugal, e vão disputar as meias-finais na Praia de Supertubos.

O campeão olímpico e ex-campeão mundial (2019), Ítalo Ferreira, que venceu as duas últimas edições da etapa portuguesa da Liga Mundial de Surf (WSL), em 2018 e 2019, antes da interrupção provocada pela pandemia de covid-19, eliminou o sul-africano Jordy Smith na primeira bateria das ‘meias’ (14,67 pontos contra 11,33), graças ao seu forte ‘jogo’ aéreo.

No ‘heat’ seguinte, o seu compatriota Filipe Toledo afastou norte-americano Conner Coffin, dominando por completo a bateria, socorrendo-se também das manobras aéreas para seguir em frente na prova (14 contra 5).

Já na terceira bateria, foi John John a levar a melhor sobre o japonês Kanoa Igarashi — que tinha eliminado o português Frederico Morais nos ‘oitavos’ –, com uma pontuação de 12,93 contra 10,37.

Mas, o melhor estava reservado para o fim, com o Colapinto a superiorizar-se a Kolohe Andino no duelo entre norte-americanos (17,83 contra 10,34), e a arrancar uma nota 10 (a mais alta possível) na última onda, com um aéreo ‘impossível’ que deixou a multidão na Praia de Supertubos em êxtase.

Foi com a única nota 10 até agora alcançada nesta edição da prova em Peniche que fechou a competição, num dia marcado pelas ondas perfeitas e tubulares, sobretudo, da parte da manhã, antes de o vento virar de direção.

A eliminação de Frederico Morais e de Kelly Slater nos ‘oitavos’, bem como a lesão de Jake Marshall (que terá deslocado um ombro) foram os outros momentos marcantes do dia na competição masculina.

E também houve espetáculo do lado da prova feminina, que ficou hoje marcada pela autêntica ‘final antecipada’ entre a surfista havaiana Carissa Moore, cinco vezes campeã do mundo e atual detentora do título, e a australiana Tyler Wright, bicampeã mundial, também nos ‘quartos’.

Nas ‘meias’, a havaiana, campeã olímpica em Tóquio2020, vai defrontar a brasileira Tatiana Weston-Webb, enquanto a australiana Stephanie Gilmore, sete vezes campeã mundial, vai enfrentar a norte-americana Lakey Peterson.

O período de espera do MEO Pro Portugal presented by Rip Curl, na Praia de Supertubos, em Peniche, começou na quinta-feira e prolonga-se até 13 de março.

DN // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS