“Homossexualidade é uma doença mental”, diz embaixador do Mundial

No Qatar a homossexualidade é considerada ilegal.

“Homossexualidade é uma doença mental”, diz embaixador do Mundial

No Qatar a homossexualidade é considerada ilegal.

A poucos dias do início do Campeonato do Mundo, Khalid Salman, embaixador do torneio e antigo internacional pelo Qatar, levantou mais uma polémica em torno de um assunto que tem marcado a organização do Mundial.

“Terão de aceitar as nossas regras”, disse

“Muitas coisas vão acontecer aqui no país durante o Mundial. Vamos falar de gays. O mais importante é aceitar que todos venham, mas terão de aceitar as nossas regras”, afirmou numa entrevista à ZDF, “A homossexualidade é ‘haram’ [n.d.r. significa proibido]. É ‘haram’ porque é uma doença mental”, sublinhou, antes de ser então interrompido pelo seu assessor de imprensa.

No final de setembro, o emir Sheikh Tamim bin Hamad Al-Thani garantiu que todos os membros da comunidade LGBTI+ serão recebidos “sem qualquer descriminação” durante o torneio.  A FIFA já assegurou que as bandeiras arco-íris, símbolo da comunidade, estão autorizadas nas imediações dos estádios.

Recorde-se que, no Qatar, a homossexualidade é considerada ilegal.

Mendy, futebolista acusado de violações e assédio, nega tudo: “Elas vinham até mim”

Defesa-esquerdo do Manchester City, acusado de 10 crimes sexuais, falou pela primeira vez em tribunal e negou tudo (…continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS