GNR com 500 militares destacados para Supertaça de futebol

Cerca de 500 militares da GNR vão garantir a segurança da Supertaça, jogo que decide no domingo o primeiro título de 2019/2020 no estádio Algarve e é classificado de “risco elevado”.

GNR com 500 militares destacados para Supertaça de futebol

GNR com 500 militares destacados para Supertaça de futebol

Cerca de 500 militares da GNR vão garantir a segurança da Supertaça, jogo que decide no domingo o primeiro título de 2019/2020 no estádio Algarve e é classificado de “risco elevado”.

Numa conferência de imprensa, em Loulé, o major Bruno Rodrigues, da comunicação e relações públicas da GNR, disse aos jornalistas que tudo está a postos para garantir a segurança para o dérbi de domingo entre o Benfica, campeão nacional, e o Sporting, vencedor da Taça de Portugal, cujo dispositivo começará ainda hoje a ser posto em prática.

“A GNR vai iniciar hoje a operação de segurança, dada a previsão de muitos adeptos se deslocarem ao longo do dia para o Algarve. Temos de ter em consideração que estamos num período de veraneio e alguns já se encontram na região a gozar um período de férias”, afirmou o oficial da Guarda Nacional Republicana.

Bruno Rodrigues adiantou que vão participar na operação militares dos Comandos Territoriais de Setúbal, Beja e Faro, com valências “de Trânsito, Investigação Criminal e Intervenção” e elementos da “cinotecnia, da ordem pública, operações especiais, inativação de engenhos explosivos” e “patrulhamento a cavalo”.

A GNR vai ter também “um drone a apoiar o policiamento e a tomada de decisão” na “monitorização dos principais eixos rodoviários de acesso ao estádio, assim como o afluxo de pessoas”, destacou o militar.

O major apelou à “colaboração de todos” para que o jogo decorra em “clima de festa” e com “fair-play” e pediu aos adeptos do Benfica que viagem para o Algarve através da Autoestrada 2 (A2) para utilizarem as áreas de serviço de Grândola e Almodôvar e aos do Sporting para fazerem pausas nas de Alcácer do Sal e Aljustrel.

Estes locais estarão patrulhados pela GNR, cujas equipas acompanharão também os sete a 10 autocarros que vão viajar de Lisboa com as claques de adeptos organizados do Sporting até ao estádio Algarve, precisou a fonte da GNR.

Bruno Rodrigues pediu ainda aos espetadores para respeitarem as “indicações que lhes foram entregues quando adquiriram os bilhetes”, porque nos eixos de acesso “há sinalização específica a vermelho para adeptos do Benfica e a verde para adeptos do Sporting”.

“O estádio está dividido em topo norte e topo sul para adeptos do Sporting e do Benfica, respetivamente, e devem dirigir-se de imediato para esses parques de estacionamento, em que o Sporting terá alocado os parques 1 e 5 e o Benfica o 3 e 4”, acrescentou, referindo-se aos percursos sinalizados a verde ou vermelho consoante o destino.

Ao público em geral foi destinado o parque número 2, referiu ainda o oficial da GNR, frisando que estão preparadas “fun zones” para adeptos do Sporting no parque de estacionamento número 1 e para os do Benfica no número 4.

“Serão necessárias as normais revistas e apelamos a todos para que cheguem o mais cedo possível”, disse ainda o major, frisando que o recinto abre duas horas antes do jogo, a classificação etária para o encontro é de 6 anos e os pais que levarem crianças dos 3 aos 6 “não podem entrar” sem terem “um termo de responsabilidade”, que podem encontrar na página oficial da Federação Portuguesa de Futebol na Internet.

Bruno Rodrigues disse ainda que “não haverá venda de bilhetes no estádio”, garantiu que a “GNR estará atenta à venda ilegal” e apelou a todos para que “cumpram, se respeitem e desfrutem” da partida em segurança.

MHC // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS