Gastão Elias “honrado com recorde” de nove títulos ‘challengers’

O novo campeão do Oeiras Open, Gastão Elias, confessou hoje sentir-se “honrado” com a conquista do seu nono título ‘challenger’ no Complexo de Ténis no Jamor, onde bateu o croata Nino Serdarusic para estabelecer um novo recorde nacional.

Gastão Elias

Gastão Elias “honrado com recorde” de nove títulos ‘challengers’

O novo campeão do Oeiras Open, Gastão Elias, confessou hoje sentir-se “honrado” com a conquista do seu nono título ‘challenger’ no Complexo de Ténis no Jamor, onde bateu o croata Nino Serdarusic para estabelecer um novo recorde nacional.

“Estou muito feliz. Acabei uma série de torneios [em 2021] com uma vitória [Oeiras Open IV], começo esta série de torneios com uma vitória também, obviamente que ficaria feliz em ganhar um título ‘challenger’, o meu nono, em qualquer lugar, mas aqui é mais especial”, começou por adiantar em conferência de imprensa o número três português e 198.º colocado no ‘ranking’ ATP.

Além de sublinhar ter jogado “a um nível muito bom” e ter sido “muito consistente”, o “mais importante nesta semana”, o tenista da Lourinhã não deu grandes hipóteses ao adversário (207.º ATP) e, em dois ‘sets’, por 6-3 e 6-4, ergueu o troféu diante das várias centenas de pessoas presentes no centralito do Jamor.

“Senti-me bem desde o início. O jogo dele não me incomodou muito e, portanto, sentia-me mais ou menos tranquilo. Houve ali uma altura em que apareceu um bocadinho de vento e começou a dificultar um pouco as coisas taticamente e isso preocupou-me um pouco, porque podia ser o que ele precisava para entrar em jogo. Tive vários ‘break points’ no início do segundo ‘set’, não aproveitei e podia ter sido perigoso. Mas, felizmente, estive muito bem, sereno, concentrado e fiz um bom jogo do início ao fim”, frisou.

Graças ao triunfo diante Serdarusic, sem sofrer qualquer ‘break’ e quebrando o adversário em três ocasiões, duas no parcial inaugural e uma no segundo para fechar, Elias tornou-se ainda no tenista português com mais títulos conquistados no ATP Challenger Tour.

“Nove ‘challengers’. Ser o português com mais vitórias a este nível quer dizer alguma coisa. Sinto-me honrado por poder ter esse recorde nas minhas mãos neste momento. Não sei quanto tempo mais vou aguentar”, assumiu aquele que vai ascender, segunda-feira, à 173.ª posição na hierarquia mundial, o seu melhor ‘ranking’ desde outubro de 2018, quando era então 153.º classificado.

SRYS // MO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS