Frederico Varandas descreve tentativa de agressão em Alcochete

Frederico Varandas descreve tentativa de agressão em Alcochete

Ouvido no DIAP enquanto Bruno de Carvalho conhecia as medidas de coação no Barreiro, Frederico Varandas falou sobre o ataque terrorista a Alcochete e o terror que foi vivido por jogadores e técnicos.

Frederico Varandas esteve presente no Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa durante a manhã de ontem.

O agora presidente do Sporting foi uma das vítimas do ataque perpetuado por elementos afectos à Juventude Leonina à Academia de Alcochete a 15 de Maio e contou a sua versão dos factos.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho vive a calmantes e antidepressivos dentro da prisão

Momentos de terror e pânico

Em depoimentos à procuradora Cândida Vilar, o líder do clube de Alvalade conta os momentos de «pânico» que foram vividos por todos os jogadores e membros da equipa técnica presentes. Segundo Varandas, quando o então médico do clube entrou no balneário e apressou-se a socorrer Bas Dost, que tinha acabado de ser agredido na cabeça com a fivela de um cinto.

O dirigente leonino afirmou que o ponta de lança holandês do Sporting estava a sangrar da cabeça e foi o próprio que o retirou o balneário e o levou para a sala de emergência médica, tendo sido depois suturado pelo clínico Virgílio Abreu. De seguida, Frederico Varandas voltou ao balneário para tentar ajudar os restantes elementos.

LEIA MAIS: Sporting: Em pânico, família de Jorge Jesus decide mudar de casa após agressões

Tocha atirada a Varandas

Foi quando o médico entrou pela segunda vez no balneário que viu ser atirada um engenho pirotécnico na sua direcção, com o claro intuito de o atingir. Contudo, Varandas conseguiu desviar-se e a tocha atingiu o seu colega Mário Monteiro, à data massagista do clube de Alvalade.

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Frederico Varandas descreve tentativa de agressão em Alcochete

Ouvido no DIAP enquanto Bruno de Carvalho conhecia as medidas de coação no Barreiro, Frederico Varandas falou sobre o ataque terrorista a Alcochete e o terror que foi vivido por jogadores e técnicos.